Instagram

Meio Desligado

Sobre o Meio Desligado

Música independente brasileira. Simples. Não é preciso um longo e pomposo texto para explicar isso. Talvez você queira ler o primeiro texto publicado por aqui, lá em 2006, para entender a proposta inicial. Ou talvez o que importe seja saber que a experimentação de formatos e linguagens, que busque a transmissão e construção de conhecimentos coletivos sobre toda uma cena e um mercado, além de sua relação com a tecnologia, é a base do Meio Desligado. Nosfa! Bem, ao menos é o que se tenta, né?

Na verdade, em vez de ler qualquer coisa que pudesse ser escrita para tentar descrever o Meio Desligado o melhor é ler, participar, pensar junto. Cultura é construção coletiva.

Para ajudar a contextualizar, aqui estão algumas coisas que aconteceram com o blog desde sua criação:

  • Eleito pelo Yahoo! um dos 100 blogs mais relevantes em língua portuguesa
  • Eleito um dos 10 blogs de música mais influentes do Brasil pela revista Business Insider
    • Representante exclusivo do Brasil na rede mundial Music Alliance Pact, que reúne blogs de cerca de 40 países especializados em música alternativa e realiza coletâneas mensais com artistas independentes de seus respectivos países, alcançando, juntos, mais de 2 milhões de acessos mensais. Para se ter uma ideia, o representante da Inglaterra no projeto é o jornal The Guardian, um dos maiores do mundo
    • Indicado ao Prêmio Conexões Tecnológicas do Instituto Sérgio Motta
    • Tema de um mestrado na Escócia e de quatro monografias de conclusão de cursos de comunicação (até 2013)
    • Convidado como curador em projeto especial do museu ARChive of Contemporary Music, de Nova York
    • Jurado do Asia Voice Independent Music Awards, premiação da cena musical independente asiática
    • "Podemos reclamar pela figura do critico “full time”. O jornalista Alexandre Matias é um exemplo de como pode ser essa figura do critico depois do fim das revistas. O seu Trabalho Sujo é genial. Mas, assim como na Rolling Stone nacional, por motivos opostos, a parte de grandes resenhas é a mais fraca do blog. É louvável a tentativa do Matias de contradizer a falácia de que a crítica na internet é superficial. Mas, pelo menos na minha opinião, nesses momentos ele passa do ponto em textos longos que acabam caindo em frases sem muito sentido (quando resolve fazer teses sobre o Lost, por exemplo). O fato é que não existe ainda uma geração de críticos 100% “da internet”. Mesmo o fenômeno Pitchforkmedia.com, por exemplo, ainda tem uma lógica muito de articulista de revista. Um representante mais à frente nessa transição, no Brasil, é o Marcelo Santiago, do Meiodesligado.com, com mais preocupação em experimentar o formato do que polir o conteúdo" (Rodrigo Ortega, ex-editor da revista Billboard)
    • "O melhor blog de Minas" (Makely Ka, músico, poeta, produtor)
    • "O Pitchfork brasileiro" (um gringo qualquer disse isso, mas é um comentário tão legal que merece sempre ser citado)
    • "Um dos poucos blogs que sempre leio" (Fabrício Nobre, produtor cultural e músico, ex-presidente da Abrafin - Associação Brasileira de Festivais Independentes)

    Marcelo Santiago. Jornalista pós-graduado em Produção em Mídias Digitais e especializado em Gestão e Desenvolvimento Cultural. Também estudei design gráfico. Criei meu primeiro blog em 2003 e desde então a internet é parte essencial da minha vida.

    Nos últimos anos fui curador em projetos do Ministério da Cultura, Funarte, Petrobras, Vivo e outras empresas, além de desenvolver e trabalhar em projetos culturais da Vivo, Natura, Claro e muitas ações independentes.

    Fui estagiário da Secretaria de Cultura de Minas Gerais, redator do site Cinema em Cena, organizador de conteúdo da Studio Sol, fundador do Instituto Cultural Fórceps e trabalhei na Casulo Cultura e na Cria Cultura, duas das principais produtoras culturais de BH, além de atuar no planejamento e desenvolvimento de ações digitais do Conexão Vivo, criar a revrbr, agência de comunicação digital (agora inativa), e a Quente, produtora cultural e agência de bandas, na qual dedico a maior parte do meu tempo atualmente.

    Nos últimos anos, dei palestras e oficinas em eventos como Olimpíada do Conhecimento e Fórum da Cultura Digital, fiz assessoria de imprensa/comunicação para artistas e festivais (como a Virada Cultural de Belo Horizonte) e trabalhei na elaboração/gestão/produção de projetos/shows/festivais pelo Brasil (Natura Musical, Feira Música Brasil, Eletronika, Pequenas Sessões, Itaú Cultural, Funarte, Flávio Renegado, Aline Calixto, Marcia Castro, Dibigode, Iconili, Lise, Escambo, Stereoteca, Santander Cultural e Skol Beats são alguns artistas/eventos/empresas com as quais trabalhei).


    Converse, Santander, Spoleto, Prêmio da Música Brasileira, Skol, Viraodisco, Slap Música e TicketBis são algumas das empresas que anunciaram e/ou desenvolveram ações junto ao Meio Desligado nos últimos anos.

    Para informações sobre valores e formatos de anúncios, assim como mídia kit e ações em conjunto, envie email para marcelo@meiodesligado.com (mas, por favor, tenha paciência em relação ao retorno porque a quantidade de spam que chega não é brincadeira).