Pesquisar este blog

Carregando...

7 de novembro de 2013

Coletânea Cena Independente #22

A Cena Independente é uma coletânea mensal, inspirada no Music Alliance Pact, que busca apresentar novos artistas da cena alternativa/independente brasileira através da curadoria de blogs especializados, cada um responsável por um Estado brasileiro.

A mixtape é organizada pelo FUGA Underground - também curador da cena potiguar - e publicada sempre no último dia de cada mês pelos blogs parceiros.

A cada edição um blog diferente convida um artista de sua região para assinar a arte da capa. Nesta edição de outubro, foi a vez do próprio FUGA convidar o designer potiguar Filipe Marcus. Esse e outros de seus trabalhos podem ser vistos no Flickr.

Quem abre esta edição é o projeto musical mineiro Casa Volante, escolha do Meio Desligado (representante do Estado na Cena Independente e também o único representante brasileiro na Music Alliance Pact).

tracklist
1 Casa Volante – A Invenção [MINAS GERAIS: Meio Desligado]
2 Panda Eyes – Kind Of Life [PERNAMBUCO: AltNewspaper]
3 A Banda Mais Bonita da Cidade – O Mais Feliz da Vida [PARANÁ: Cena Low-Fi]
4 Monofoliar – Segundo Quarto [MATO GROSSO: Factóide]
5 Castello Branco – Necessidade [RIO DE JANEIRO: RockInPress]
6 Dubstereo – S.O.S. Dancehall [BAHIA: El Cabong]
7 Old Books Room – Learning To Leave Behind [CEARÁ: Implosão Sonora]
8 Fantasmas de Marte – Loucura e Tensão [ALAGOAS: Sirva-se]
9 Venus Volts – Join Us [SÃO PAULO: Move That Jukebox]
10 Electric Garbage – Strange Guest [RIO GRANDE DO NORTE: FUGA Underground]
11 Hatred Sculpted Souls – Mental Deterioration [RIO GRANDE DO SUL: Ignes Elevanium]


MINAS GERAIS: Meio Desligado
Casa Volante – A Invenção
power pop
O Casa Volante é um projeto de Vítor Garcia, que reuniu músicos de diferentes bandas de BH para acompanhá-lo em seu primeiro lançamento, gravado ao longo dos últimos quatro anos. Power pop com incursões pela eletrônica e letras em português.
Para quem gosta de: Apples in Stereo e Teenage Fanclub

PERNAMBUCO: AltNewspaper
Panda Eyes – Kind Of Life
indie/rock/alternativo
Panda Eyes é uma das bandas novas do Recife que acrescenta fôlego e animo a cena indie local. Na verdade trata-se de uma banda nova, mas de velhos conhecidos da cena, unidos a novos nomes. Tal qual o futebol, o equilíbrio entre experiência e juventude ajude para o time funcionar bem e ganhar pontos no campeonato musical. Em “Kind Of Life” vemos uma mistura do indie tradicional, com as distorções tortas de guitarras e quebras da bateria, num alto nível de qualidade. Esta música estará no primeiro disco da banda “Dream Police”, que será lançado ainda nesse ano.
Para quem gosta de: Flaming Lips, Interpol, Blur

PARANÁ: Cena Lo-Fi
A Banda Mais Bonita da Cidade – O Mais Feliz da Vida
MPB/indie BR/pop
Lançado em 01 de outubro (dia do idoso) do corrente ano, o segundo álbum da banda paranaense. A Banda Mais Bonita da Cidade traz consigo mudanças interessantes em sua sonoridade, sobretudo os arranjos. O grupo musical ressurge mais maduro e mais ciente de suas possibilidades. A faixa escolhida é a canção que deu o título do mais recente trabalho “O Mais Feliz da Vida” (Rodrigo Lemos) com clímax à Arcade Fire. O trabalho fotográfico de Rosano Mauro Jr também merece destaque.
Para quem gosta de: Tiê, Leo Fressato, Mallu Magalhães

MATO GROSSO: Factóide
Monofoliar – Segundo Quarto
world music
Formada por Estela Ceregatti, Jhon Stuart e Juliane Grisólia, a Monofoliar é uma reunião de músicos. A influência da natureza do Mato Grosso (Pantanal e Chapada dos Guimarães) é forte na música do trio, além de referências ao teatro.
Para quem gosta de: Tetê Espindola até Tulipa Ruiz

RIO DE JANEIRO: RockInPress
Castello Branco – Necessidade
MPB/afro/alternativo
Não tenho medo de dizer que Castello Branco foi uma das melhores coisas que apareceram em 2013. Vi o primeiro teaser se transformar em uma das músicas do ano. “Necessidade”, esta faixa citada, é apenas uma das tantas belezas presentes dentro do emotivo álbum de estreia do moço, Serviço: uma mescla de influencias e pensamentos da vida cobertos de produção e arranjos impecáveis. Para quem até pouco tempo estava à frente de uma banda de apelo juvenil, a maturidade bateu rápido a porta.
Para quem gosta de: Cícero, R.Sigma, Gram

BAHIA: El Cabong
Dubstereo – S.O.S. Dancehall
ragga/dub/dancehall
Durante muito tempo, Salvador respirou muito reggae, mas sempre ia até a influência de Bob Marley, não ia muito além. Atualmente, uma cena com diversos projetos atualiza a presença da música jamaicana na cidade. Ragga, dub, dancehall e a cultura dos soundsystem com seus djs e vocalistas/toasters passaram a ser comuns. Dentro desse universo, um dos principais nomes é o coletivo DubStereo, formado por músicos envolvidoas em diversos outros projetos e que agora, finalmente, lançam o primeiro disco com uma mistura de música jamaicana moderna com outros ritmos.
Para quem gosta de: Mad Professor, Lee "Scratch" Perry, Major Lazer
Mais de Dubstereo no site oficial

Old Books Room – Learning To Leave Behind
rock /grunge
Old Books Room é uma banda de rock que surgiu em 2011, em Fortaleza, e é formada pelos gêmeos Ricardo Ferreira (voz e guitarra) e Reinaldo Ferreira (voz e guitarra), por Diego Fidelis (baixo) e por Marcus Rabelo (bateria). Com o repertório composto por músicas em inglês, eles vêm ganhando espaço na cena musical da cidade. Já tocaram em projetos como o Panela Rock 2012, o Rock Cordel 2013 e, recentemente, foram selecionados pra tocar na Mostra de Bandas Universitárias, evento promovido pela UFC, no próximo dia 25. Eles dizem que “o quarteto tenta canalizar sua percepção de mundo, suas experiências (nem sempre tão positivas) e seus sentimentos em música”. Talvez seja o caso de que é uma música enérgica, furiosa e que te dá vontade de subir no palco pra cantar com eles. Ouçam aí. =)
Para quem gosta de: tocar guitarras imaginárias no quarto

ALAGOAS: Sirva-se
Fantasmas de Marte – Loucura e Tensão
rock/indie
Banda nova no cenário local que lançou recentemente seu primeiro EP junto com seu primeiro vídeo clipe há pouco mais de um mês. Clipe esse da música “Loucura e Tensão” a mesma faixa escolhida para essa mixtape. “rock sem rótulos” é como eles se definem, letras simples cantadas com o vocal em português são uma marca da banda, power trio que pode render bons frutos daqui pra frente.
Para quem gosta de: rock nacional

SÃO PAULO: Move That Jukebox
Venus Volts – Join Us
indie rock/garage/post-punk
A banda campineira Venus Volts tem sofrido mudanças significativas. A mais recente aponta que, agora, o grupo é uma “one man band”, como explica André Pellegrino, o último sobrevivente. “Join Us” é a primeira aventura da nova fase, que será carimbada com o lançamento do novo disco, sucessor de “Mini Cult Super Underground”, de 2012. A faixa em questão mostra a criatividade solo de Pelle, com guitarras espertas, palminhas e “ô ô ô” ensolarados e versos com vocais possivelmente influenciados pelo post-punk inglês de décadas passadas.
Para quem gosta de: Buzzcocks, The Salad Maker, Holger

RIO GRANDE DO NORTE: FUGA Underground
Electric Garbage – Strange Guest
rock alternativo/new wave/post-punk revival
Não é apenas de veteranos que se mantém a nova música potiguar. Apostando no new wave/post-punk revival do início dos anos 2000, os estreantes do Electric Garbage são a mais nova promessa de nossa cena. O debut aconteceu em maio com um EP homônimo de seis faixas, mas logo precisaram dar uma pausa pela saída da vocalista. Retornaram aos palcos em outubro chamando atenção por onde passaram. A pegajosa e dançante “Strange Guest”, seu primeiro single, aparece aqui como uma boa introdução a sua indie party.
Para quem gosta de: Sonic Youth, Joy Division, Arctic Monkeys

RIO GRANDE DO SUL: Ignes Elevanium
Hatred Sculpted Souls – Mental Deterioration
death metal/doom/death
Mesclando o death metal puro com pitadas generosas de doom/death e até mesmo black metal, o Hatred Sculpted Souls é uma novata banda gaúcha de Carlos Barbosa, que conta em seu lineup com vários membros do Patria, banda de black metal já estabelecida no cenário nacional. A banda lançou sua primeira demo em setembro de 2013 e a faixa “Mental Deterioration”, que integra a coletânea este mês, é a faixa mais densa do trabalho.
Para quem gosta de: Winter, Dissection, Kataklysm
_

Escute outras edições da coletânea Cena Independente

Nenhum comentário :