Instagram

3 de janeiro de 2013

Iconili, uma das principais apostas para 2013, lança o EP "Tupi Novo Mundo"


Citações em veículos importantes como o jornal inglês The Guardian, show incluído na lista dos melhores do ano em blog do jornal O Globo e elogios de artistas do nível de Marcelo Camelo. Com apenas uma música lançada de sua nova formação, esse foi um resumo do ano de 2012 para a banda belo-horizontina Iconili, que no primeiro dia de 2013 lançou o EP Tupi Novo Mundo (o segundo de sua carreira, o primeiro da nova formação da banda, constituída ao longo de 2012 e que conta com 11 músicos). 

Disponível para audição no perfil da banda no Soundcloud (e abaixo), o EP será liberado para download no site da banda, www.iconili.com.br, a partir de 7 de Janeiro, segunda-feira. Gravado e produzido em Belo Horizonte por Thiago Correa e Henrique Matheus (ambos integrantes da banda Transmissor) junto do próprio Iconili e masterizado pelo pernambucano radicado em Minas Kiko Klaus, Tupi Novo Mundo é marcado por uma psicodelia tropical singular na qual estão inclusos afrobeat, jazz e ritmos regionais brasileiros. 


Apesar de geralmente ser ligada apenas ao afrobeat, a proposta da Iconili vai além, conforme explicam os integrantes da banda: “Afrobeat é algo além de um estilo musical, é um movimento que aconteceu em uma determinada condição social/cultural/política, nosso tempo é outro, nossa realidade é outra e sentimos que temos que falar das nossas questões e nossas origens. Temos várias influências, mais brasileiras, até. Elas são a terra do nosso chão, estamos interessados em trilhar um caminho nosso”. Nas 5 músicas de Tupi Novo Mundo, o caminho indicado ao ouvinte passa pelo conceito do EP, sobre “o resgate da vida natural em contrapartida ao vazio da vida urbana contemporânea, onde ser é ter”. 

Após shows em eventos e locais importantes como o Leblon Jazz Festival (RJ), Sesc Pompeia (SP), Circo Voador (RJ) e Parque Municipal de BH, dividir palco com Bixiga 70, Ed Motta, B Negão e de engatar uma residência com o guitarrista nigeriano Oghene Kologbo (ex-membro do Africa 70, lendária banda de Fela Kuti) que resultou em composições ainda inéditas, a banda se prepara para circular pelo Brasil e exterior nos próximos meses e lança, ainda em Janeiro, o clipe da música “O Rei de Tupanga”, single lançado no ano passado. 

Outro ponto interessante é o posicionamento da Iconili dentro da nova cena musical de BH. Além de ser uma das bandas que mais tem crescido na cidade, a Iconili está diretamente ligada a outros grupos locais, uma vez que seus 11 integrantes são membros e colaboradores das bandas Frito na Hora, Zimun, Fusile e Constantina, entre outras parcerias artísticas.

Ps: esse é basicamente o release que escrevi para a banda, se você encontrar esse mesmo texto por aí, é resultado dos jornalistas preguiçosos publicadores de release.

Um comentário: