Instagram

29 de outubro de 2012

Mistureba: editais e festivais

Edital para patrocínio de artistas termina dia 1º de Novembro. A inscrição é online.

Edital para seleção de projetos culturais recebe propostas até o dia 5 de Novembro. A inscrição também é online.

Mostra livre de artes, que acontece no Circo Voador (Rio de Janeiro), entre 31 de Outubro e 3 de Novembro. Tem Bixiga 70, Bambas Dois, Di Melo, Iconili e outras boas bandas na programação.

Mini-festival que acontece em BH, no Granfinos, dias 1º e 2 de Novembro. A programação tem Black Drawing Chalks, Fusile, Dead Lover's Twisted Heart e Pequena Morte.

25 de outubro de 2012

Pausa: puta confusão

Jaqueline era uma puta gostosa. Não que ela fosse puta, mas era mais que gostosa. Era uma puta gostosa. Apesar de não ser puta.

Raquel era uma puta gostosa. Não que ela fosse tão gostosa assim, mas, dentre as putas que ele conhecia, era gostosa. Uma puta gostosa.

Karina não era puta nem gostosa, mas o amava. Isso é o que importa, ele pensou, enquanto a traía com duas putas gostosas. 

24 de outubro de 2012

Promoção: ganhe vinis da Jennifer Lo-Fi e Zebra Zebra

No ano passado, fui curador do Rock in Vinil, que viabilizou a prensagem de 250 vinis para as duas bandas vencedoras do projeto, as paulistas Jennifer Lo-Fi e Zebra Zebra. Agora que recebi algumas cópias dos vinis, sortearei dois pares deles aqui no Meio Desligado. 

Para participar, o esquema é muito simples: basta enviar pelo Twitter que você quer os vinis e citar o @meiodesligado ou enviar pedido semelhante no Facebook, só que marcando a página do blog lá.

Em novembro, informo quais os vencedores. Boa sorte!

Aproveitando, aí vão os vídeos das bandas. Gosto muito da Jennifer Lo-fi.


Sangue não é champanhe

Recentemente um videoclipe cheio de belas cenas de mulheres nuas, registradas pela fotógrafa Autumn Sonnichsen, obteve certa repercussão na internet (mérito da parte visual, a despeito do áudio). O clipe em questão é o de "Sangue é champanhe", do Don L, do bom grupo cearense de hip hop Costa a Costa. Com imagens de bastidores de ensaios feitos por Sonnichsen e registros aleatórios filmados por ela, o vídeo é sexy e tem um charme falsamente despretensioso, mas a música fica muito aquém do conteúdo visual. Com o vocal marcado pelo auto-tune enjoado e letra fraca ("banheira de espuma feito a lua e a princesa nua", entre outras), assistir ao vídeo sem áudio era a melhor opção.

Incomodado, resolvi fazer uma versão alternativa, com o mesmo vídeo, mas outra música. A faixa instrumental que acompanha o vídeo é sobra dos tempos de P.U.T.A, não me lembro do nome (acho que foi a primeira coisa que gravei na vida).

Pode ser que continue ruim, mas foi uma tentativa...



O mesmo Don L lançou uma música até divertida na qual sampleou "Everlasting light", do Black Keys, e vende como se fosse uma "participação especial" da banda. Deve ter futuro no rap pop - ao menos a parte da picaretagem parece já ter aprendido.

 

23 de outubro de 2012

The Hell's Kitchen Project: download exclusivo no Meio Desligado

O rock minimalista e dançante da banda mineira The Hell's Kitchen Project comemora 6 anos em 2012 e celebra o momento com a liberação para download gratuito do primeiro CD da banda, A hell of a day, com exclusividade aqui no Meio Desligado. Produzido por Chico Neves (Los Hermanos, Arnaldo Antunes, Paralamas do Sucesso), o álbum tem como inspiração "o dia a dia de qualquer pessoa, com a proposta de contar uma vivência infernal, que todos já passaram ou podem passar", conforme os integrantes descrevem.

Musicalmente, é marcado por um dance rock orgânico, com espaço para influências de heavy metal ("Threat detected"), electro rock ("Ibiza") e rock alternativo (em diversos momentos). Para conferir o material completo é só clicar na imagem abaixo e fazer o download do CD. Quem estiver lendo este texto no dia 23 de Outubro de 2012 e estiver em BH também pode pegar a banda ao vivo, em show especial que acontece no Museu Inimá de Paula, no Centro da cidade, às 20h.


Ouça "Threat detected" e "One day as a lion", duas das faixas de A hell of a day.


21 de outubro de 2012

Patrocínios culturais: veja os editais que se encerram nesta semana

Centros culturais do Banco do Brasil
Termina no dia 24 de Outubro, quarta-feira. Os projetos selecionados irão compor a grade de programação dos Centros Culturais Banco do Brasil Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Belo Horizonte, nas áreas de música (popular, erudita e instrumental), exposições (pintura, escultura, fotografia, gravura, instalação, multimídia e outros), artes cênicas (teatro, dança, performance, circo, ópera), cinema e vídeo (mostras e festivais - exceto Belo Horizonte), programa educativo (oficinas, cursos e visitas orientadas) e ideias (palestras, seminários e conferências).

A inscrição é online e podem participar pessoas físicas e jurídicas, de qualquer nacionalidade e região do País.


Natura Musical - Minas Gerais
Termina em 26 de Outubro e a inscrição também é online. Os projetos devem estar inscritos na Lei estadual de incentivo à cultura de MG e o limite a ser solicitado é de R$ 500 mil. A Natura destina R$ 1 milhão para este edital, a ser dividido entre os selecionados. Podem participar projetos de shows, festivais e produção de CD e DVD, e também multi-áreas que tenham como tema principal a música brasileira, como pesquisa, produção de livros, documentários e ações educativas podem participar.


20 de outubro de 2012

Sexy Fi - Nunca te vi de boa (2012)

"Moloque doido", "mais um comédia vai rodar" e um refrão com "boto fé". Assim começa o primeiro álbum da brasiliense Sexy Fi, Nunca te vi de boa. Frases e termos presentes no cotidiano mas que dificilmente imaginaríamos em canções de indie rock. O estranhamento, apesar da familiaridade com os elementos principais que compõem o trabalho da banda, é recorrente também na sonoridade da Sexy Fi. Rock experimental diluído entre referências e influências musicais como bossa nova, indie e pós-rock, remetendo, às vezes em uma mesma música, a grupos aparentemente distantes como Tortoise, Dirty Projectors e Tool (em "Feeling Asa Sul, Looking Asa Norte" e "Brasília Graffiti").


Apesar de ser um grupo novo, a base do Sexy Fi é a Nancy, banda que teve relativa divulgação no meio alternativo na década passada e chegou a ser destaque no Meio Desligado também. Após uma interrupção nas atividades, a banda voltou com nova identidade - resultado de mudança de integrantes e sonoridade. 

Na época da Nancy, a vocalista Camila Zamith morava na Inglaterra e a maior parte do processo de composição acontecia pela internet. Agora, vivendo em São Paulo enquanto o restante da banda permanece em Brasília, ao menos a circulação do Sexy Fi deve ser potencializada. O fato de ter morado no exterior deve ter contribuído para que as letras em português (alternando com o inglês em alguns momentos) destoem do que geralmente se ouve, com palavras e termos inusitados ao longo das músicas.


A surpreendente estreia da banda foi gravada e mixada por John McEntire, do Tortoise, e contou com a ajuda de Munha, do Satanique Samba Trio, na concepção artística. Quase um álbum conceitual sobre a vida em Brasília, Nunca te vi de boa tem a maioria dos nomes das músicas relacionadas à cidade ("Roriz 2010", "Plano: pilotis", "Feeling Asa Sul, Looking Asa Norte" e "Brasília Graffiti"). Quem dera se Brasília fosse uma cidade tão bonita e singela como na versão do Sexy Fi...

19 de outubro de 2012

Sendo sincero sobre clipes para poupar o seu tempo

Lira - "Desmantelo" 

Perturbador (no bom sentido), assim como o trabalho solo do Lirinha. Aos 1:33 dá pra ver uma mulher pagando peitinho, aos 1:55 um cara aperta o peitinho dela e aos 3:07 dá pra ver o peru do ator. 

Anelis Assumpção - "Not falling"
Pode pular a introdução e começar a assistir a dos 1:00. Ou, se quiser, dê o play e escute enquanto fizer outra coisa, por que a música é muito boa mas o video não tem muito a acrescentar. 

Sabonetes - "Vem quente que eu estou fervendo"
É piada pronta: uma banda tão bosta que os caras brigam com mulher e ainda apanham. 

Hidrocor - "Duda"  
A história de pessoas que crescem mas a idade mental permanece parada. Sério que essa infantilização indie vai continuar? Uma pena ver que a Hidrocor é isso, seu aparecimento com "Ma cherie" era promissor. 

MC Flow - "Quartinho obscuro"
"Qua-qua-qua, quartinho obscuro / Deixa eu curtir a vibe do quartinho obscuro". Sério, começa assim. E piora. 

 Vanguart - "Nessa cidade"
Clichê do amor rompido, só que nas Europa. Todo mundo comenta que foi filmado em Milão, mas poderia ter sido feito em Amaral Ferrador (sensacional o nome dessa cidade) que daria na mesma. Pelo menos, a música é boa. 

 China - "Longe daqui"  
Um vídeo mediano pra chamar de "artístico" e "conceitual". 

Autoramas - "Lugar errado"
Quase bom. Só faltou encher essa porra de distorção e avisar a menina que ela tá com uns pedaços de plástico quebrados grudados na cara. O lugar tá certo, o resto é que tá errado, galera.

16 de outubro de 2012

Vencedores da promoção do Labirinto

Demorou, mas saiu: os dois vencedores da promoção de CDs e adesivos do Labirinto foram o Marco Antônio Neri (que twittou e divulgou no Facebook) e o Nathan Starling, que enviou email com sugestões. Entrarei em contato para combinar a entrega dos produtos para vocês. Parabéns!

Quem ainda não conhece a banda pode ouvir o EP abaixo.

15 de outubro de 2012

50ª edição da Music Alliance Pact

Já faz um bom tempo desde que a primeira edição da Music Alliance Pact foi publicada. Desde 2008, o Meio Desligado representa o Brasil no projeto e vem, mês à mês, publicando uma seleção do que há de mais interessante na música independente mundial. Nesta 50ª edição, são 39 músicas de bandas de países como Turquia, Cingapura, França, Rússia, Porto Rico e vários outros.

Você pode ouvir cada uma das músicas individualmente ou fazer o download da coletânea completa.


 BRASILMeio Desligado
Abayomy Afrobeat Orquestra - Afrodisíaco
Afrobeat is the sound of the moment in Brazil. Bands such as Bixiga70 and Iconili are presenting the genre to a new generation and in Rio de Janeiro the main representative of this trend is the Abayomy Afrobeat Orquestra. Afrodisíaco is an example of the band's trippy music.

ARGENTINA: Zonaindie
Trebian is a folk trio from Buenos Aires. Their songs are acoustic-driven with wood percussion and, above it all, the beautiful voice of lead singer Sofía Galarce. Modernidad is a preview from their upcoming second album, which will be released later this year.

If a 'best of' compilation was made featuring the top American indie tunes of the last four years or so, this track would probably sum them all up. Mansion, Alaska may be channelling a sound similar to Local Natives, Grizzly Bear or even Volcano Choir's debut at times, but comparisons aside - what an impressive track from this young Melbourne band. Steps is seamless: beautiful harmonies, flowing piano arpeggios, sharp percussion and some dreamy guitar work gravitating around stratosphere level. 

AUSTRIA: Walzerkönig 
Working in a bookshop and on various musical projects as well as composing scores for TV series, electronica veteran Bernhard Fleischmann is a busy bee. On his new album I'm Not Ready For The Grave Yet, he uses his own voice for the first time instead of inviting guest singers. Occasionally he also adds film snippets, such as in the album's title track. 

Like their namesake, The Wilderness Of Manitoba is a Canadian national treasure, and one of our best kept secrets. Their lush harmonies, delicate melodies and sparkling arrangements seem to always be attuned to their environment, creating music that sounds like it's sprung from fertile patches in the Canadian Shield, blooming against all odds. White Woods is taken from their new album, Island Of Echoes, which introduces electric guitars to give their music a whole new pulse and feel. 

CHILE: Super 45 
Cristián Heyne, a producer whose output ranges from mainstream (Enrique Iglesias, La Ley) to indie (Javiera Mena, Gepe), has always kept his own musical project, Shogún, under a discrete, hermetic cover. With only a few limited edition records and a handful of shows, he has attained a faithful cult following that has endured the last 15 years. His complete recordings were recently released via iTunes, giving a new life to his previously hard-to-find and unavailable works. Unciónextrema is El Brujo's opening track. 

CHINA: Wooozy 
One of China's most beloved cult indie bands, The Gar is without equal in both substance and acclaim. Wholly unconcerned with the trappings of stardom, they arrive, play their hearts out and exit stage left, blending seamlessly back into the crowds. On stage, however, the band transports audience members to a sonic wonderland coloured with soaring harmonies and unforgettable lyrics. The Gar just released their new EP, The City Of Burning Identities. 

This is what we call a supergroup. The union between Colombian musician Mario Galeano, from Frente Cumbiero, and English producer Will Holland, aka Quantic, resulted in Ondatrópica - a musical research project through Colombian tropical sounds. Both Galeano and Quantic, scholars of Colombian and electronic rhythms, were given the task of recreating traditional sounds with vintage equipment and old recording techniques, but searching for its contemporaneity. Proof of this is 3 Reyes de la Terapia ("3 Kings Of Therapy"), featuring Juan Carlos Puello, which was made using a marimba, accordion and beatbox. 

DENMARK: All Scandinavian 
Half Norwegian, half Danish and raised in Denmark, Kjartan Bue debuts his five-track alt-country EP Man Riding Backwards on November 15 (I've heard it and it's great). Here's Rosen And Danny as a MAP exclusive download, and do make sure you also check out the title track and closing ballad Old Woman here - the latter is also up for free download. 

DOMINICAN REPUBLIC: La Casetera 
A Moriviví is a minuscule tropical plant that has an unusual reaction when touched: it folds up and "dies" then "comes back to life" after several minutes. This song by reggae/Caribbean-influenced band El Gran Poder De Diosa reflects that internal debate between life and death, good and evil, through soothing tunes and clever wordplay. 

ECUADOR: Plan Arteria 
Clo Sismico is a renowned musician, producer and MC. He is founder of two important bands in the local independent music scene, 38 Que No Juega (hip hop) and Punto De Encaje (hardcore). This year Clo Sismico released his second album, Cassette Pirata, which blends rap, funk and Latin music with explosive, direct lyrics. 

Straight out of Whitburn comes this singer and pianist-guitarist of Norwegian and Pakistani parentage who actually sounds more like the love child of Nick Cave and Polly Harvey. Shah's tales of lust and loss, revenge and regret are female takes on Trent Reznor's industrial blues, her voice redolent of the battle-worn Marianne Faithfull circa Broken English. The title track of her EP is vengefully dark business as usual for Shah as she roars over an insistent clang that provides the rhythm for the song. Her debut album Love Your Dumb And Mad, due early next year, should be a fiery, passionate hoot.

FINLAND: Glue 
Paperfangs is a dream-pop trio that draws inspiration from old movies, visual arts, geometric shapes, late-night biking trips, vintage girl groups, chamber pop and shoegaze as well as the latest indie gems. A debut album will not be ready until next year, but in the meantime we can enjoy the band's take on one of the greatest melody makers ever as the trio covers Buddy Holly's Everyday. 

FRANCE: Yet You're Fired 
Total Warr are not complete unknowns in the blogosphere, having been widely praised for their sweet electro-pop. Stereogum premiered xxx HATE xxx back in May and now that the Corbay EP is out, you don't have any more excuses not to listen to it. 

GERMANY: Blogpartei 
It's getting cold really fast these days so let's turn to some music which may give us comfort. Cologne newcomers VIMES is a duo with a penchant for vibrant electronic music. The voice of Azhar Syed gives the electronics of Julian Stetter a melancholic and yearning touch, thereby making VIMES recognisable. Live they are accompanied by VJ Till Beutling for a complete audiovisual experience. They are currently recording their debut album. 

13 de outubro de 2012

Pós-rádio #5


Thiago Pethit - "Moon"
Boy - "Little numbers"
Habanot Nechama - "Flowers"
Quarto Negro - "Quando o mar não vem"
STS9 - "Golden gate"
Telepathe - "Destroyer (Trent Reznor, Alessandro Cortini, Atticus Ross remix)"
Câmera - "Isles"
Pile - "Prom song"

8 de outubro de 2012

Quarto Negro - Desconocidos (2011)


Desconocidos é um dos meus CDs favoritos de 2011. Quando penso em um novo rock brasileiro, acessível, bem trabalhado, com letras em português que dizem alguma coisa, são bandas como o Quarto Negro que me vêm à mente. 

Não tive pressa em escrever sobre o álbum. Com o passar do tempo, me apeguei ainda mais a Desconocidos. São raros os CDs que ouço logo ao serem lançados e nesse caso não foi diferente. Quando bateu a curiosidade, ouvi aos poucos. E a cada audição percebia que uma música diferente me pegava, que sabia cantar trechos de músicas que acreditava não conhecer direito. Assim, com sutileza rara, Desconocidos se abre ao ouvinte que se mostra aberto à delicadeza e aos detalhes do Quarto Negro.

Um trabalho cujo romantismo sobrepõe-se à melancolia e a solidão carregadas desde o nome da banda às melodias e se mostram nas letras, "na agonia de ficar sempre assim". Um CD que lida com sentimentos pesados de forma leve, porém não superficial, cujos detalhes de produção convidam a ficar juntos mais uma vez, tão sedutores quanto a modelo ruiva do vídeo de "Vesânia II (delírio mútuo)".

Seria pop, se o adjetivo não fosse carregado de lembranças pejorativas. Chamaria de indie melancólico, se o termo não soasse tão bobo, ou simplesmente intenso, se não soasse prepotente. Na dúvida, apenas me deixo levar e aperto play mais uma vez.

7 de outubro de 2012

Coletânea Cena Independente # 9

CENA INDEPENDENTE é um projeto baseado no Music Alliance Pact. Nele, blogs nacionais especializados juntam o que há de mais novo e relevante na música independente de seus estados em uma coletânea mensal, organizada pelo FUGA Underground e publicada sempre no último dia de cada mês por todos os blogs parceiros, que, além de curadores da produção do Estado que representam, encabeçando uma faixa na mixtape, revezam-se na elaboração da arte da capa a cada edição. 

Nesta edição de setembro, a capa ficou por conta do músico, compositor e ilustrador paraense Marcel Barretto, convidado do MusicaParaense.Org. Além de assinar a capa, o músico também ganhou uma faixa na mixtape. 

Faça o download da coletânea completa ou escute todas as músicas abaixo.



MINAS GERAIS: Meio Desligado
Alcova Libertina – O Carnaval Não Tem Fim 
Difícil definir a Alcova Libertina. Coletivo de arte, bloco de carnaval, grupo musical... tudo isso e mais um pouco ajuda a tentar definir as atividades da Alcova, que em "O carnaval não tem fim" cria uma imagem melancólica da festa mais famosa do país, transformando-a quase em um estado de espírito, um sentimento pós-êxtase materializado em um "samba sacro". 
Para quem gosta de: samba indie, Momo, Los Hermanos 

GOIÁS: Alice Ilícita 
Cambriana – Face to Face 
indie rock 
Sem puxar a sardinha pro Goiás, mas a Cambriana é uma das bandas mais legais do cenário independente hoje. Pra quem curte um indie rock de qualidade, ou como eles mesmo se definem "pop psicodélico de Goiânia", tem que ouvir o som da banda. Indico aqui a música “Face to Face” que é a mais f*da (pelo menos pra mim). Para quem se interessar, o EP 'House Of Tolerance' está disponível pra download no site. 
Para quem gosta de: Keane, Coldplay, Interpol 

RIO DE JANEIRO: RockInPress
Tereza – Saudau 
farofa/churrasco/praia 
Uma banda independente que ganhou do Restart numa votação popular já é algo complicado. Uma banda que ganhou o Prêmio Multishow 2012 na categoria Experimente, sendo anunciados por Ivete Sangalo só pode significar uma coisa: é uma banda. Os Tereza são de Niterói, Rio de Janeiro, e fazem aquele som dançante, indie e divertido que as pistas de dança pedem e a fossa introspectiva que os hipsters almejam. É música para se divertir. O álbum “Vem Ser Artista Aqui Fora” já está disponível no site oficial dos caras. 
Para quem gosta de: Dançar, Nostalgia, Cerveja 

SÃO PAULO: Move That Jukebox
Elma – Fat Breath 
post-rock/instrumental/noise 
Em seu novo trabalho, o quarteto Elma amplifica ainda mais seu caos sonoro, não poupando decibéis ao disparar novidades no disco “Elma LP”. Como um Mogwai nervosão, que acabou de chegar ao estúdio depois de uma hora do rush infernal, o Elma cria temas com peso e precisão absurda, potencializados pelos instrumentos extremamente entrosados. A ausência de voz é facilmente compensada por riffs ensurdecedores e pela cozinha marcante. Se o dia foi longo e a intenção é descarregar o stress com fúria e melodia, vá de Elma, que é a boa. 
Para quem gosta de: Mogwai, Herod Layne 

1 de outubro de 2012

Programação do Lollapalooza 2013

No Chile, a programação é essa abaixo, confirmadíssima no site do festival. A programação brasileira deve ser 80% igual e será anunciada hoje em coletiva de imprensa.

Lollapalooza Chile 2013
Pearl Jam
The Black Keys
Queens of the Stone Age
A Perfect Circle
Franz Ferdinand
Foals
The Hives
Crystal Castles
Tomahawk (uma das bandas do Mike Patton)
Puscifer (projeto paralelo do Maynard, do Tool e A Perfect Circle)
Passion Pit
Hot Chip
Kaiser Chiefs
Bad Brains
Alabama Shakes
Keane
Two Door Cinema Club
Toro Y Moi


Dois artistas brasileiros estão na programação chilena: Marcelo D2 e DJ Marky. Destaque também pra dupla de garage rock Perrosky, que há poucos anos fez alguns shows pelo Brasil e tocou no festival Escambo em noite que teve discotecagem do Meio Desligado!

Veja a programação completa no site oficial do Lollapalooza Chile.