Instagram

5 de dezembro de 2011

O Radiohead e o Kyuss de Portugal e a influência do La Blogoteque

Cheguei até a Videoteca Bodyspace para assistir as participações dos brasileiros Domenico Lancelloti e Lulina no videocast e acabei surpreendido por outras duas bandas, peixe : avião e Black Bombaim. No entanto, antes de escrever sobre as bandas, explico a proposta do site: Videoteca Bodyspace é a divisão audiovisual do site português Bodyspace, no qual gravam bandas em apresentações ao vivo em lugares inusitados, como um barco, uma galeria de arte ou uma cozinha, semelhante ao que os franceses do La Blogoteque transformaram em referência mundial ao aplicar um estilo documental para registrar bandas indie no espaço público.

Sinceramente, as participações de Domenico Lancelloti e Lulina não são nem de longe as mais interessantes do site. Por isso, destaco abaixo o registro do peixe : avião rodeado de livros (rapidamente você entenderá o motivo da referência ao Radiohead no título desta publicação) e do Black Bombaim com seu stoner rock sobre as àguas do Rio Douro em Porto.

peixe : avião

Black Bombaim

Há algum tempo escrevi sobre outra iniciativa semelhante em Portugal, A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria. No Brasil, a experiência desse tipo mais relevante é a do Música de Bolso, que possui quase 200 vídeos produzidos. Todos esses videocasts utilizam praticamente os mesmos equipamentos (camêras Canon 7D e 5D, em sua maioria) e as diferenças entre eles são sutis, o que, aparentemente, se constitui em um problema de identidade que deve ser levado em consideração para o desenvolvimento e continuidade do formato.

Abaixo, os vídeos já citados do Domenico e da Lulina, acompanhados de suas descrições originais.

Domenico Lancelloti
"Toca o telemóvel na sala, não interessa quem é, pouco importa, o espectáculo tem de seguir; nada impede o brasileiro Domenico Lancellotti de começar e acabar a sua empreitada, de mostrar ao amplo auditório da Videoteca Bodyspace um instrumental inédito entre a guitarra, a voz e as máquinas, entre o samba com que nasceu (não fosse filho do compositor Ivor Lancellotti) e o sonho que é propriedade de todos nós. Ele foi +2 com Moreno e Kassin, colaborou com a Orquestra Imperial, com Caetano Veloso e Adriana Calcanhotto – entre tantos outros - e tem vindo a explorar as e experimentar com as infinitas possibilidades da paleta musical brasileira em todas as suas cores e expressões. Entramos na sala sem assustar o gato e tiramos o retrato do artista enquanto jovem, enquanto talentoso. Quem conhece o trabalho de Domenico Lancellotti vai reconhecer aqui os seus traços, as suas manias; quem não, tem aqui a oportunidade de entrada perfeita. Nem precisam de bater à porta".

Lulina

"Lulina é Lulina. Entrar nas suas canções é entrar num mundo só dela, entrar-lhe pela casa dentro - ou emprestada, não sabemos - é arrancar-lhe mais um pedaço da vida. E porque às vezes é preciso sair do armário para ir para a cozinha, também é precisa uma grande coragem para dizer, numa canção, que um certo príncipe é capaz de proporcionar orgasmos múltiplos. Não é coisa que se diga neste primeiro capítulo da Videoteca Bodyspace, mas há aqui muito mais por onde explorar – inclusive nos domínios da gastronomia brasileira".

Nenhum comentário: