Pesquisar este blog

Carregando...

22 de agosto de 2011

CSS – La Liberación


Após uma bem-sucedida (porém controversa) estreia e um segundo álbum incompreendido, o CSS – Cansei de Ser Sexy, outrora um dos maiores hypes da música indie mundial, lança nesta semana seu terceiro CD, La Liberación. Situado em um momento delicado na carreira de qualquer banda (principalmente ao se considerar as críticas negativas ao CD anterior, Donkey, que eu, particularmente, adoro), o novo trabalho não apresenta rupturas ou experimentações relevantes no histórico da banda. Comparado aos CDs anteriores, aproxima-se um pouco mais do indie/pop do primeiro álbum, longe das distorções dos singles de Donkey.


Algo que chama bastante atenção é que La Liberación é um álbum mais eletrônico, com mais espaço para os sintetizadores, e que em alguns momentos ecoa referências da dance music dos anos 90 e do electro safra 00’s, como na boa “City Grrrl”. Junto às influências mais óbvias de pop kitsch e indie, somam-se o punk rock da ótima faixa-título (algo como um Tóquio melhorado cantado em espanhol), ritmos regionais nordestinos na guitarra de “Echo of love” e um reggae desvirtuado em “Hits me like a rock”, primeira música de trabalho do CD. Destaque também para Friendly Fireana “Red alert”, com participação do Ratatat, potencial matéria-prima para remixes bombados.


O CSS de La Liberación flerta com o pop contemporâneo (“I love you”, música de abertura, poderia constar facilmente em um CD da Ke$ha) e tem potenciais hits (como “You could have it all”, que poderia ter sido gravada pela Kate Perry), mas parece ficar no meio do caminho entre o indie/pop saturado e o pop para as massas.

Um comentário :