Pesquisar este blog

Carregando...

8 de junho de 2010

Software arte e experimentação tecnológica na Sarneylândia

Neste exato momento acompanho, em um quarto da Pousada Colonial, em São Luís, Maranhão, um ensaio improvisado do Reações Visuais, motivo de minha estadia na cidade (o projeto, não o ensaio, dã). Chegamos hoje eu, Leandro Araújo e Daniel Nunes, artistas responsáveis pelo projeto.

Trabalho com eles nesse projeto desde o ano passado, quando o Reações estreou em Belo Horizonte após vencer o Prêmio Interações Estéticas, da Funarte. É um projeto complexo, que, apesar de sua forte relação com a imagem, apresenta um grande potencial sinestésico.

Nesta quinta-feira, dia 10 de junho, o Reações Visuais acontece por aqui, bem no centro histórico da cidade. É uma projeto que me deu frio na barriga várias vezes, me tirou o sono algumas noites e fez pensar em como as pessoas não imaginam todo o trabalho envolvido no processo de desenvolvimento de certas ações.

Ainda não terminamos tudo para a apresentação de quinta-feira, amanhã será um dia corrido. Enquanto isso, publico abaixo um dos releases que escrevi para o evento de quinta-feira, através do qual vocês podem entender melhor a proposta e se aproximar dos promissores artistas Leandro Araújo e Daniel Nunes. Tenho certeza que ambos continuarão fazendo trabalhos ainda mais representativos, experimentais e marcantes.


Projeto de software-arte Reações Visuais chega a São Luís

Realizado pelos artistas L_ar (Leandro Araújo) e Lise (Daniel Nunes), Reações Visuais utiliza o espaço urbano como fonte de inspiração para a experimentação estética e conceitual. Performance acontece 10 de junho às 19h na Praça Nauro Machado, no centro histórico de São Luís, gratuitamente.

Propondo uma abordagem experimental para o diálogo entre as novas tecnologias digitais e as regiões centrais urbanas, o projeto é desenvolvido a partir do registro das paisagens sonoras (soma dos sons resultantes da movimentação urbana) e sua posterior reapresentação nas chamadas "reações visuais": imagens resultantes da interferência tecnológica e da manipulação humana aliadas a novas camadas sonoras executadas ao vivo, buscando uma forma própria de concepção visual e sonora.

Para a edição de São Luís, o artista multimídia e arquiteto Leandro Araújo, idealizador do projeto, concentrou a captação de áudio nos entornos do centro histórico da capital maranhense, aproveitando a diversidade presente no local. A Praça Nauro Machado, onde será realizada a apresentação, representa o centro geográfico da área que foi captada e utilizada como matéria-prima para a criação dos artistas. Dessa forma, ocorre um diálogo cíclico entre arte e espaço urbano, onde o espaço que deu origem à obra se torna palco da sua apresentação pública.

Após sua elogiada estreia em Belo Horizonte (MG), em 2009, o Reações Visuais será apresentado pela primeira vez no Maranhão no dia 10 de junho, quinta-feira. Na performance que acontece na Praça Nauro Machado imagens digitais serão criadas em tempo real por Leandro Araújo a partir dos sons gravados nas ruas e serão projetadas nas paredes dos casarões do local, enquanto, paralelamente, o músico Daniel Nunes manipulará o áudio registrado e criará novas nuances musicais.

Leandro explica que desenvolveu o projeto como “uma aplicação da arte e tecnologia para um diálogo com o espaço público que passasse pela música contemporânea e pela software-arte”. A ideia surgiu ainda quando vivia na Europa a partir de seu contato com obras e artistas que relacionavam a música eletrônica à software-arte e, aliada à sua bagagem como arquiteto, resultou em um projeto próximo aos debates sobre o espaço urbano. Marcado pela sinestesia, o projeto Reações Visuais explora possibilidades da interlocução entre o espaço urbano, arte contemporânea e novas tecnologias através de uma abordagem estética e teórica.

Vencedor do Prêmio Interações Estéticas, da Fundação Nacional das Artes (Funarte) em 2008 e 2009, o Reações Visuais segue para São Paulo em julho, quando será apresentado no festival On_Off. Na sequência, o objetivo é Manaus (AM), buscando abrangir parte da ampla diversidade das manifestações urbanas do país.


sobre LEANDRO ARAÚJO (L_ar)
Arquiteto graduado pela UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais, desde 2003 dedica-se à prática artística e comercial nas áreas arte interativa, webdesign e aplicações da arte e da tecnologia na arquitetura, arte e educação. Leandro assina seus trabalhos artísticos como L_ar e tem projetos selecionados pela Funarte, Finep, Ministério da Ciência e Tecnologia e Instituto Sérgio Motta de Arte e Tecnologia.
Expôs seus trabalhos no Festival Internacional de Linguagem Eletrônica - FILE, Centro de Pesquisas em Comunicação da Benetton (Fabrica, Itália) e galerias e espaços públicos no Brasil e exterior, como a Grande Galeria do Palácio das Artes (Belo Horizonte), Centro Cultural Correios (Rio de Janeiro), Museu da Casa Brasileira (São Paulo), além de realizar projetos junto a artistas como Éder Santos, Rivane Neuenschwander e Grupo Espanca!. É associado ao escritório de arquitetura e design digital Superficie.org, ao lado de Roberto Andrés, e colaborador regular da revista francesa Musiques & Cultures Digitales.
LINKS
lar.li/reacoesvisuais
superfície.org

sobre DANIEL NUNES (Lise)
Multi-instrumentista membro da banda Constantina e do projeto Lise. Compôs diversas trilhas para teatro, curtas-metragens e internet. É criador do selo independente mineiro La Petite Chambre, dedicado à música experimental, e idealizador do projeto de música livre independente "Pequenas Sessões". Seu trabalho vai além do universo musical ao permitir trocas com artistas de outras vertentes que passam pela vídeo-arte, web-arte e performance.
LINKS
constantina.art.br
myspace.com/projetolise

Nenhum comentário :