Pesquisar este blog

Carregando...

23 de junho de 2010

CD e vinil juntos

Constantemente escrevo sobre diferentes estratégias desenvolvidas na busca por gerar renda no mercado musical, sendo que várias delas são relacionadas ao meio digital. No que diz respeito à música em suportes físicos, muitas pessoas e empresas parecem não entender que, na atual conjuntura, CDs devem ser tratados como sendo muito mais do que uma mídia (entendendo mídia como qualquer meio para transmissão de informação), mas sim um produto diferenciado que justifique sua compra por motivos além do conteúdo musical (uma vez que as músicas estarão sempre acessíveis na internet, com ou sem autorização de seus autores).

Indo além da discussão inócua sobre vinil vs CD, alguns artistas com espírito empreendedor saem na frente e, mesmo que as vendas não sejam satisfatórias, ao menos conseguem boas ações de marketing.

Toda essa introdução mini-reflexiva se deve ao lançamento de The Occurrence - Sleeper Wakes, do americano Jeff Mills, lançado em um disco híbrido metade CD, metade vinil (vendido por $35 e atualmente esgotado). Basta girar o vinil/CD de acordo com o aparelho reprodutor de música que for utilizado.

Imagino que os custos de produção sejam altos, mas serve de exemplo para que os músicos brasileiros busquem se desvencilhar de formatos e estratégias convencionais e pensem em alternativas interessantes e que se adequem às suas propostas artísticas.

2 comentários :