Instagram

30 de novembro de 2009

Adeus, novembro

Foram poucas as atualizações em novembro, não? Sinônimo de que muita coisa aconteceu durante as últimas semanas e estive tão ocupado vivendo outras experiências que não deu tempo (ou ânimo) de atualizar o Meio Desligado com o mesmo ritmo dos meses anteriores.

Mas fique tranquilo, nos próximos dias vou encher essa tela com muito do que aconteceu recentemente. Enquanto isso, rola de acompanhar o meu Twitter, uh?

26 de novembro de 2009

Reveillon Azucrina

Hoje, no Studio Bar, em Belo Horizonte, aquela que promete ser uma das melhores festas (ao menos em que estive envolvido na produção) do ano.

Fusile, Pequena Morte, Freaktionears e Retrigger farão os shows da festa de Reveillon antecipada, bem ao estilo gonzo do Azucrina, enquanto eu devo colocar algumas músicas nos intervalos e bancar o anfitrião junto da galera.

Oportunidade dobrada de fazer um monte de coisas erradas e tentar consertar tudo depois.


25 de novembro de 2009

Fusile + festinha vip + terça-feira =



Ontem fizemos uma festa especial na galeria de arte Desvio, em BH, com show do Fusile, somente para convidados. Foi uma prévia do que vai acontecer amanhã no Reveillon Azucrina e esteve extremamente divertido.

Muita gente bacana, cerveja barata e, principalmente, muita música boa.

Como dá pra sacar no vídeo, a festa estava tão boa que até nossos amigos da Polícia apareceram por lá.

20 de novembro de 2009

Festival Demosul 2009

Hoje e amanhã acontece em Londrina uma série de shows do festival Demosul 2009. Estou aqui à convite do coletivo Alona, produtor do festival, cobrindo o evento e fazendo o que posso em outras áreas. Como exemplo, hoje de noite farei a transmissão pela rádio online do Fora do Eixo, junto ao Jovem do Independência ou Marte, lá pelas 20h. Se liga nas nossas vozes sexies!

SEXTA 20/11
Local: Grêmio Recreativo Londrinense (Rua Grafita, 332 - saída para Ibiporã)
Abertura dos portões: 19h, com início dos shows as 20h.

::: Palco Demo Sul :::
00h45 - Skylab (RJ)
23h45 - Trilobit (PR)
22h45 - Nuda (PE)
21h30 - Curumin (SP)
20h30 - Batuque Muamba Fun (PR)

::: Palco Sonkey :::
00h15 - Strombólica (SP)
23h15 - Fast food (SP)
22h15 - Nevilton
21h00 - Vertix
20h00 - Versana

SÁBADO 21/11

::: Palco Demo Sul :::
01h15 - Autoramas(RJ)
00h30 - Wander Wildner(RS)
23h30 - Hocus Pocus (PR)
22h30 - Gilbertos comem bacon (DF)
21h30 – The Brown Vampire Cats (PR)
20h30 - Dezzaster (PR)

::: Palco Sonkey :::
00h00 - Rinoceronte (RS)
23h00 - Lenzi Brothers (SC)
22h00 - Droogies (PR)
21h00 - Detroit (SP)
20h00 - Wolf Attack (PR)


19 de novembro de 2009

Converse e o Goiânia Noise: publicidade contextualizada

Fui convidado pela Converse a conhecer e comentar a ação Hands On que a famosa marca de calçados promoverá durante o festival Goiânia Noise deste ano, que começa na próxima semana em Goiânia (GO), e achei bem interessante a forma como a empresa a elaborou, trabalhando diretamente com o conteúdo do festival.

No caso, a ação de publicidade se baseia nas músicas das bandas que estão na programação do Goiânia Noise 2009. Funciona assim: o público deve formar frases utilizando os nomes de três músicas de quaisquer bandas da programação do festival e os autores das mais interessantes ganharão tênis e farão a personalização (ou customização, como costumam falar) dos mesmos durante o festival, além de concorrer a outros brindes feitos à mão.

Em uma brincadeira rápida pelo site temporário da ação fiz a frase "Run like a motherfucker because my baby sold her heart to the devil but everything is gonna be fine", misturando Supersuckers, MQN e Black Drawing Chalks. Engraçado perceber que, além de próximas musicalmente, até mesmo os títulos de suas canções se encaixam.


17 de novembro de 2009

Chance de ganhar uma graninha para tocar em Recife...

... e, de quebra, ter a oportunidade de apresentar seu trabalho para importantes profissionais do mercado musical brasileiro. É mais ou menos isso o que o edital do Conexão Vivo - Feira Música Brasil promete para 18 artistas brasileiros. Os interessados podem se inscrever até esta sexta-feira, dia 20, no site do Conexão, gratuitamente.

Os selecionados farão shows em Recife (PE) entre 9 e 13 de dezembro, paralelamente às ações da Feira Música Brasil, e receberão ajuda de custo para transporte e hospedagem de acordo com seus locais de origem (uma banda de BH, por exemplo, recebe R$ 4.250 caso seja selecionada).

Na programação oficial da Feira estão graaaandes ícones da música brasileira como Fresno, Pitty e Chitãozinho & Xororó, mas também atrações que não provocam vômito no ouvinte bons nomes da safra atual da música brasileira como Cidadão Instigado, Fino Coletivo, Macaco Bong e Orquestra Contemporânea de Olinda, além dos locais Mundo Livre S/A e Nação Zumbi, que gravará DVD especial em homenagem aos 15 anos do lançamento do CD Da Lama ao Caos no dia 9 de dezembro.

Mais interessante do que muitos shows da Feira parecem ser os debates que estão programados para o evento, conforme apresentado abaixo:

Dia 1 – 10/12 – MERCADO BRASILEIRO


Painel 1 |   11:00 às 13:00
O MERCADO DE SHOWS NO BRASIL – UM RAIO-X
Como está a temperatura do mercado de show nacional? Quente, morno ou frio? O show ao vivo está realmente provendo o músico com a receita necessária para contrabalançar a queda nas vendas dos CDs e a decolagem do mundo digital? Essas e outras vertentes do atual mercado de shows no Brasil serão debatidas por quem entende do assunto.

Painel 2 |  14:00 às 16:00
NOVA ERA….. NOVO MODELO – COMO MONETIZAR SEU FONOGRAMA
O mundo da música se transforma na velocidade da luz. Como a indústria está se reposicionando em relação ao valor do fonograma? Esse painel irá debater os desafios e soluções que o músico está enfrentando para contemplar o seu auto-sustento através da música.

Painel 3  |  16:00 às 18:00
UMA CONVERSA EDITORIAL - UM PANORAMA DO MERCADO EDITORIAL NOS DIAS DE HOJE
Especialistas do segmento editorial discutem a relação do mercado e da rápida ascensão do digital.

Dia 2 – 11/12 – CULTURA DIGITAL


Painel 1  |  11:00 às 13:00
MARKETING E DIVULGAÇÃO NA ERA DIGITAL
Como usar as ferramentas disponíveis hoje para a música atingir seus objetivos no universo digital?  Atualmente, milhares de pessoas podem se comunicar com outras milhares, mas essa fragmentação requer muito mais esforço que no passado. Onde estar, como estar e para que estar presente em tudo? Esse painel discutirá esse tema essencial na carreira de qualquer artista.

Painel 2  |  14:00 às 16:00
DOWNLOAD X STREAMING
O MP3 já é coisa do passado? O download legal está realmente crescendo? Como olhar para essas tendências e conseguir estar no lugar certo, na hora certa. Descubra nesse painel se o download e o streaming podem se complementar e saciar o consumidor de hoje?

Painel 3  |  16:00 às 18:00
O DIREITO AUTORAL NA ERAL DIGITAL
Como o mundo editorial se comporta nesse novo contexto da era digital? Quais as dificuldades e desafios que o artista e o setor editorial enfrentam hoje e o que está sendo feito em relação a isso. Nosso painel debaterá esses e outros temas relacionados.

Dia 3 – 12/12 – TENDÊNCIAS

Painel 1  |  11:00 às 13:00
GESTÃO DE CARREIRAS – O EMPRESÁRIO COMO FOCO DA NOVA ARQUITETURA ARTÍSTICA
Hoje o papel do empresário é mais importante do que nunca. Estratégia, conhecimento, perspicácia e visão são fundamentais na vida de um artista. O que significa ser um empresário hoje em dia? Empresários de diversos portes e áreas apresentarão suas visões nesses desafiadores tempos musicais.

Painel 2  |  14:00 às 16:00
O MERCADO BRASILEIRO NA AMÉRICA LATINA E IBÉRIA – A NOVA FRONTEIRA AINDA NÃO EXPLORADA?
Porque ainda é tão desafiador para o artista brasileiro entrar nos mercados latino, europeu e norte americano de uma forma forte e impactante? Esse painel irá analisar este e outros desafios que o artista brasileiro se depara quando tenta conquistar esses mercados.

Painel 3  |  16:00 às 18:00
A RÁDIO NOS DIAS DE HOJE – ONLINE E OFFLINE ONDE ESTÁ E PARA ONDE VAI?
Nosso painel ira discutir as novas tendências no mercado de rádio e o seu papel na atual revolução digital. A internet estará dominando o sinal terrestre? O ouvinte está mesmo caminhando para o mundo do rádio online? Nossos palestrantes farão um diagnóstico do que é “ouvir radio” atualmente.

15 de novembro de 2009

34 bandas alternativas, da Estônia à Venezuela

É o Music Alliance Pact de Novembro, resultado da união de 34 blogs, de diferentes países, especializados em música alternativa, indicando mensalmente bandas interessantes de seus países de origem.

Minha escolha deste mês foi a banda de Sorocaba (SP) The Name, já comentada aqui, e que segue a linha do revival pós-punk + new rave. Ainda não ouvi todas as bandas, mas deu para sacar que alguns membros da MAP resolveram apostar no experimentalismo este mês, caso da banda islandesa Kimono, da indiana Pinknoise e da alemã Candelila.


ALEMANHA: Blogpartei
Candelilla is a female four-piece based in Munich. Their impulsive sound fits into no existing scheme - it varies from Dresden Dolls to Sonic Youth, from punky grunge to vanguard indie. Straight drums accompany the piano, a whetted guitar accents murky basslines, all highlighted by the staccato voices. #13 is the first single from their debut reasonreasonreasonreason.

ARGENTINA: Zonaindie
Finally we get the chance to showcase this great indie-pop band from Buenos Aires on MAP. Entre Ríos is a musical project led by Sebastian Carreras (vocals, keyboards, guitar) that has been around since 1998. Their first albums were recorded with Isol as the main singer, but since her departure in 2005 they've featured different guest vocalists live and in the studio. Frontera is a MAP-exclusive premiere from their brand new EP that will be released in a couple of weeks, with Josefina Mac Loughlin on vocals.

Sydney singer-songwriter Dave Hosking has taken a slight change of direction with his new outfit Boy & Bear. Releasing his first EP Marmalade Hill late last year, Hosking has decided to abandon the songs from the album (which I was still rather fond of) and start fresh, writing towards a more mature and original sound. Producer of the first EP, Andrew Macken, has proven to be a great collaborator with his intricate and almost narrative-based approach to the arrangement and production.

Se eu tivesse que apostar em qual banda brasileira poderia repetir o sucesso do CSS em terras estrangeiras, atualmente, essa banda seria a The Name. Assonance, EP lançado recentemente pela banda, é extremamente bem produzido e tem canções que colocam o The Name ao lado dos melhores nomes do revival pós-punk dos anos 2000 e dos principais grupos do que poderia ser chamado de "cena new rave". "Come Out Tonite" é a animada prova disso.

CANADÁ: I(Heart)Music
Magneta Lane were on the verge of world (well, Canadian) domination a few years ago, and then they suddenly vanished. They're back now with a new album, Gambling With God, but you wouldn't know it from the total lack of support the album is getting from both the band and their label. Nonetheless, it's a pretty outstanding release, and as songs like Love And Greed show, Magneta Lane could still conquer the world... assuming, that is, they want to.

Singapore is a small country, so we've formed a rather close-knit bunch of musicians and friends. One such collaboration between friends happens to be The Lard Brothers' remix of Lunarin's Ariel. While a relatively new group, The Lard Brothers have been busy making waves spinning as a DJ group and religiously reworking many classic songs by Singaporean bands. Their efforts don't go unrecognised with this trip-hop laced remix of Ariel by the melodic rock band, Lunarin, perfect for the monsoon season that's hitting our shores just about now.

CHILE: Super 45
Alongside electro-poppers Moustache, Astro (Andrés Nusser and Octavio Cavieres) is one of those noble bands cultivating the sound of acts such as MGMT or The Knife - just on the verge of the night spectrum of pop - acquiring a good combination of simplicity and a good dose of highly contagious fun for their debut album Le Disc Du Astrou. Following this trail, Raifilter is a song with a very special melody, the result of very intense arrangements as well excellent vocals courtesy of Nusser, who shapes a beach-like tune to give us a perfect excuse to have a neverending sound party.

CHINA: Wooozy
Established in 1999, Loudspeaker is the hardcore pioneer in Shanghai. This song is from the I Will Be Back EP released in September. You can download the whole EP here. Loudspeaker's new album will be ready at the beginning of 2010.

COLÔMBIA: Colombia Urbana
Hety And Zambo are a duo with the capacity to get you on your feet and dance. The Kings of Creole, as everyone knows them in the dancehall underground scene, came together six years ago in the island of San Andres with one objective - to create good music with their own rhythms, writings and language.

CORÉIA DO SUL: Indieful ROK
Female trio Playgirl emerged in September with a retro pop sound from a time when James Bond was still played by Sean Connery. Inspired by The Pipettes, equipped with identical outfits and cute dance moves, Playgirl is currently the most adorable act to come out of Korea.

DINAMARCA: All Scandinavian
I stumbled across these guys on a MySpace cruise recently and was immediately charmed by their quite British-sounding pop-rock. The Kites may not be revolutionizing music, but less has been known to do it. Not least when it's this infectious. Get Play exclusively via MAP and then head to their MySpace page and check out the equally excellent Balloons.

ESCÓCIA: The Pop Cop
The Unwinding Hours have quietly risen from the ashes of the much-loved Aerogramme and the early evidence suggests they're going to be every bit as wondrous as their former guise. All the ingredients are there - the gorgeously gentle pacing, the elegant orchestration, Craig B's yearning vocals. Knut, taken from their self-titled debut album due out early next year on Chemikal Underground, is a MAP exclusive sanctioned by the band and their record label.

ESTÔNIA: Popop
When Helene Vetik started to write music, she played on the streets to get some pocket money, started a high school punk-band that didn't last long and sang at cheesy corporate parties. However, it was when she began to record her old songs into lo-fi electro-pop that she teamed up with Zanduro (keyboard) and Mihkel Masso (guitar) to form Antonina.

FINLÂNDIA: Glue
From planet Clinus 1 robots CW01, CW03 and CW04 (subbing for CW02 who was lost in action) create industrial avant garde music using a wide array of instruments, some rock lines, a few jazzy beats and a lot of funky grooves. The trio has just released its third album, U, which includes some futuristic tracks that could form the soundtrack of a Philip K Dick novel. One of them is the instrumental Across The Void, a good example of the spooky atmospheric music these hygienic robots make.

FRANÇA: ZikNation
Kitsch Device is a group straight out of the Parisian scene who take us on a high. They first started playing as a hobby but they now scour concert rooms in Paris and are always a blast to watch for their style and professionalism. Is This Home Now? carries a folk-rock melody which will make you shake your head and tap the floor with your foot to the beat.

GRÉCIA: Mouxlaloulouda
Psyhi Vathia is the soundtrack for a movie directed by Pantelis Voulgaris. It takes place in 1949 and tells the story of two brothers who fight in two different camps during the Greek civil war. Giannis Aggelakas, who was singer and songwriter of the legendary rock band Trypes, composes an emotionally compelling score drawing on traditional musical heritage. Sad, evocative instrumental melodies rich with contemporary elements coalesce with ethnic nuance that depict the era and echo the film's mood. Volta Sto Dasos ("Walk In The Woods") is a marvelous track that reflects the two elements of the movie - pain and hope - through the lament of violin and the serenity of the guitar.

ÍNDIA: Indiecision
Pinknoise is an experimental rock act from Kolkata that takes nu-jazz sensibilities and combines them with angular, guitar-driven rock. Dream Dream comes from a soon-to-be-released live DVD. It's the quintessential spacious, open jam that frontlady Jayashree Singh orchestrates with this band. With mid-song tempo changes and lazy atmospherics, it's a fun five minutes through slacker town.

INDONÉSIA: Deathrockstar
Santamonica's album Curiouser And Curiouser was praised by the media as an eclectic mixture of pop, bossa nova, electronic and classic waltz drawing influences from Astrud Gilberto, Antonio Carlos Jobim and My Bloody Valentine to classic Disney soundtracks.

INGLATERRA: The Daily Growl
Rather than something new this month, here's an old favourite from one of my favourite British singer-songwriters, Jeremy Warmsley. It's from his How We Became album of last year. If you like this, he's got a free acoustic EP available via his MySpace and he's also fronting a new band Acres, Acres. Watch out for them.

IRLANDA: Nialler9
The debut release from Kildare's Band On An Island, The Sound Sweep, revels in the details of hometown life, taking in nights by the campfire, love, drinking, getting into trouble, picking yourself up again and this cute nightclub-themed song featuring the vocals of Claire Prendergast. Combine these myriad of issues with the music - a mix of country, folk, raucous guitar music and heartfelt ballads - and you've got the essence of Band On An Island.

Kimono is an experimental rock trio hailing from Reykjavik and Halifax, Canada. They have released three full-length albums, the last one in collaboration with Icelandic producer Curver (of Ghostigital). Black will be on their upcoming fourth album, Easy Music For Difficult People.

ITÁLIA: Polaroid
It would be too easy to describe the sound of the Annie Hall as a Beatles influence revised through a folk sensibility. But this way you would overlook the simple fact that these songs are truly touching in such an immediate way. Annie Hall just released their second album and are now ready to spend the next months touring the country non-stop, as they usually do.

JAPÃO: JPOP Lover
Sebastian X are an impressive Tokyo-based outfit with indie-pop and punkish leanings. Their brilliant debut album Wonderful World was finally released last week. The band, who don't use guitars, have catchy melodies driven by the cute pop vocal of Manatsu Nagahara.

Here is a track from Pepepe's latest album, Roba Orgón de Plantas y Animales, released on the Poni Republic label. Pepepe is one of the monikers of Pesina Siller, a 21-year-old electronic musician and visual artist who was ranked among the top 50 in Radiohead's Reckoner remix contest. He's the kid behind various projects that show the multiple faces to his mystic persona, with sounds that go from dubstep to psychedelic folk. This song is full of clicks, cuts, lots of aleatory processing and a beautiful collaboration with Guadalajara's vocalist Cyane.

NOVA ZELÂNDIA: Counting The Beat
Psychic Powers are an international duo - Nik Brinkman is a New Zealander and Alejandro Cohen is from Los Angeles. The two collaborate on songwriting from opposite sides of the world via the internet. This piece of very 80s sounding synth-pop is about Nik's home town, New Zealand's capital city, Wellington - bringing together the local and the global in a way that seems purpose made for the Music Alliance Pact. The song has been released on 7" vinyl by US label Geographic North.

NORUEGA: Eardrums
Kråkesølv is a quartet from Bodø, a town in the north of Norway. They sing in their dialect and their music can be put somewhere between pop, indie and post-rock. The band have received much acclaim for their lyrics and the reviews of their recently released debut, Trådnøsting, have been very positive.

PERU: SoTB
Los Protones are an instrumental band formed in Lima in 2007 who play in a style that combines psychedelia, surf and garage-rock. Their self-titled debut CD was released in February 2009 by the Peruvian label Discos Gordos. It is an album where there are no words, although they're not necessary - the guitar solos are the universal language and the titles of songs such as El Desvío paint pictures that could easily relate to the soundtrack of our experiences.

Led by Pedro Janela, Casino Royal are a quintet from Figueira da Foz, a town known for its sandy beaches and its casino built in the 19th century. Casino Royal create music that takes us back to a certain living by the post-war European jetset. Would you like your cocktail shaken or stirred?

ROMÊNIA: Babylon Noise
Silent Strike (Ioan Titu) is a 27-year-old electronic music composer and sound designer from Bacau. He is influenced by Aphex Twin, Future Sound Of London, Orbital and opened for Faithless and Bonobo. 27 is a little gem of electronic sounds arranged in an acoustic manner and it was released for his birthday.

ÁFRICA DO SUL: Musical Mover & Shaker!
Die Heuwels Fantasties are an Afrikaans group, incorporating elements of many genres, from hip-hop beats, flat out dance beats, to rap and rock sounds. Die Heuwels Fantasties teamed up with The Soweto Gospel Choir, HHP and JR to produce a song for Heritage Day. The song is called Our Heritage and features Pierre Greeff of Die Heuwels Fantasties singing in English. All in all, it's a song with the message to celebrate our heritage and our unity as South Africans - artfully combining the many different cultural spheres into a feelgood track.

SUÉCIA: Swedesplease
There's very little info online about this mostly all-girl group from Gothenburg. I was struck by the band's wanton energy and the loose nature of their songs. Örnen is a demo so who knows what its final shape may be, but I hope they retain the song's raw energy.

TURQUIA: Reset!
Chemistry is all there is to a band. After meeting about a year ago, the duo started working together instantly as Bon Mod. They take their love of partying and a reckless attitude to make indie, electro and disco-flavored songs. They are possibly the most exciting new band for the season ahead.

People Eating People is the solo work of Nouela Johnston, previously known for her work with Pacific Northwestern act Mon Frere. Her self-titled debut LP is a blending of Fiona Apple's emotion with Regina Spektor's penchant for melody. All The Hospitals is a catchy tune - we'll see if Johnston can separate herself from the crowded female pack.

Amigos Invisibles ("Invisible Friends") has been around the alternative/funk/pop local scene for many years. Their groovy rhythms and funny lyrics, filled with Venezuelan pop culture, made them legends in their country and finally got the attention of music lovers worlwide, touring Latin America, USA and Australia. They signed with David Byrne's Luaka Pop label in 1996. To celebrate their Latin Grammy Award for Best Alternative Album, I have selected a song from that record, Comercial, called Mentiras.

Faço o download das 34 músicas de uma só vez e economize tempo.

12 de novembro de 2009

Planeta Terra infestado de blogueiros e outros seres desprezíveis

Da esquerda para direita:
Nathan (ser desprezível), Elizabeth (gringa despicable), Taish (blogueira), Malibu (ser desprezível e Cão do Cerrado), Mr. Dynamite (ser desprezível e ex-Cão do Cerrado), eu (blogueiro desprezível), Alê (blogueira), Vírus (blogueiro e malaco do ônibus do Terra).

4 de novembro de 2009

Em Novembro o rock alternativo domina o Brasil

Começou em Cuiabá, com o festival Calango no último final de semana, a super temporada de festivais de rock alternativo no Brasil. Do norte ao sul, Novembro tem festivais de diferentes tamanhos em vários Estados do país. Ao todo, são mais de 100 shows em 13 festivais.Interessante perceber como algumas das principais empresas do país, como Petrobras, Vivo e Oi estão investindo na música independente.

Abaixo uma lista com os eventos e suas respectivas programações.


Festival: Eletronika
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Patrocínio: Vivo / Usiminas / Cemig
Data: 5 a 7 de novembro
Preço: R$ 15 e R$ 20 (meia-entrada)
Programação:
SHOWS
Quinta | 05/11
21h – PALCO ELETRONIKA 104
Virna Lisi (MG)
Black Drawing Chalks (GO)
24h – ELETRONIKA CLUBE VELVET
Camilo Rocha (SP)
Yubaba (MG)
24h – ELETRONIKA CLUBE A OBRA
O Melda (MG)
Chucrobillyman (PR)

Sexta | 06/11
21h – LABORATÓRIO ELETRONIKA 104
Garotas Suecas (SP)
Dead Lover’s Twisted Heart (MG)
23h – PALCO ELETRONIKA 104
Stop Play Moon (SP)
Copacabana Club (PR)
Minitel Rose (França)
24h – ELETRONIKA CLUBE DEPUTAMADRE
N.A.S.A (Estados Unidos / Brasil)
Killer on the Dancefloor (SP)

Sábado | 07/11
21h – LABORATÓRIO ELETRONIKA 104
Zémaria (ES)
L’EST (MG)
23h – PALCO ELETRONIKA 104
Birdy Nam Nam (França)
Anoraak (França)
Rubin Steiner (França)

WORKSHOPS
Quinta | 05/11
10h às 17h – Captação de imagens e criação de vídeo digital (Ricardo Palmieri);
14h às 17h – Live Images (Vj Impar)
Sexta | 06/11
10h às 17h – Captação de imagens e criação de vídeo digital (Ricardo Palmieri);
14h às 17h – Live Images (Vj Impar)

DEBATES
Quinta | 05/11
18h Andre Midani
Sexta | 06/11
18h Rafael Ramos, Deckdisc / Benoni Hubmaier, YB Music / Fabrício Nobre, Monstro Discos /
Mediador: Douglas Vieira
Sábado | 07/11
15h - Antoine Caudron, Label manager
Laurent Laffargue, Diretor gravadora Alien Records
Mediador Bruno Boulay

CINEMA
Quinta | 05/11
20h - Beyond Ipanema :: documentário dirigido por Guto Barra e direção musical de Béco Dranoff
Sexta | 06/11
20h - Loki :: Documentário de Paulo Henrique Fontenelle
Sábado | 07/11
18h - 8 ou 80: BH Underground :: Documentário de Lucas Bambozzi e Rodrigo Minelli
20h - Favela On Blast :: Documentário de Diplo e Leandro HBL

Festival: Ponto.CE
Cidade: Fortaleza (CE)
Patrocínio: Oi
Data: 6 e 7 de novembro
Preço: R$ 10 (meia-entrada)
Programação:
2009-11-06 (Sexta-Feira) – A partir das 19h
Ignição (CE)
Plastique Noir (CE)
Alegoria da Caverna (CE)
Vinil Laranja (PA)
Maldita (RJ)
Moptop (RJ)
Mombojó (PE)

2009-11-07 (Sábado) – A partir das 18h30
Banda da Seletiva Nóia
Fulô da Aurora (CE)
Infa e os Inflamáveis (PE)
Pulverhund (Noruega)
Switch Stance (CE)
Jumentaparida (CE)
The Exploited (UK)
Del Rey (PE)

Festival: Quebramar
Cidade: Macapá (AP)
Patrocínio: ?
Data: 6 e 7 de novembro
Preço: ?

Programação:
6 de novembro
* 00:40 – Facas Voadoras (MS)
* 00:00 – Mini Box Lunar (AP)
* 23:20 – Mr. Jungle (RR)
* 22:40 – Delinqüentes (PA)
* 22:00 – Profétika (AP)
* 21:20 – Sincera (PA)
* 20:40 – Samsara Maya (AP)
* 20:00 – Godzilla (AP)
* 19:20 – Fax Modem (AP)
* 18:40 – Degrau Norte (AP)

7 de novembro
* 00:00 – Ratos de Porão (SP)
* 23:20 – SPS 12 (AP)
* 22:40 – Ultimato (RO)
* 22:00 – Amaurose (AP)
* 21:20 – Stereovitrola (AP)
* 20:40 – Roni Moraes (AP)
* 20:00 – Intruhder (AP)
* 19:20 – Heloin (AP)
* 18:40 – Marttyrium (AP)

Festival: Planeta Terra
Cidade: São Paulo (SP)
Patrocínio: Terra
Data: 7 de novembro
Preço: R$ 100 (meia-entrada)
Programação:
Sonora Main Stage
02:00 - 03:00 - Etienne de Crecy
00:15 - 01:30 - Iggy Pop and The Stooges
22:15 - 23:45 - Sonic Youth
20:30 - 21:45 - Primal Scream
19:00 - 20:00 - Maximo Park
17:30 - 18:30 - Móveis Coloniais de Acaju
16:00 - 17:00 - Macaco Bong

Coca-Cola Zero Stage
03:00 - 04:00 - Anthony Rother
01:30 - 02:30 - N.A.S.A.
00:00 - 01:00 - The Ting Tings
22:30 - 23:40 - Metronomy
21:00 - 22:00 - Patrick Wolf
19:30 - 20:30 - Copacabana Club
18:00 - 19:00 - Ex!



Festival: Gig Rock
Cidade: Porto Alegre (RS)
Patrocínio: Oi
Data: 7 de novembro
Preço: R$ 20
Programação:
14h - abertura dos portões
15h – Todo Rock - debate sobre a cena roqueira independente nacional, com curadoria de Marcelo Ferla, gerente artístico da Oi FM Porto Alegre
17h – abertura dos shows, com banda Oi Novo Som - Procura-se Quem fez Isso
17h40min – banda Oi Novo Som - Sobrado 112 (RJ)
18h – Gullivers
18h30min – Valentinos
19h – Hablan por La Espalda (Uruguai)
19h40min – Walverdes
20h20min – FENX
20h40min – Dante Inferno (Uruguai)
21h20min – Tonho Crocco
22h10min – Mallu Magalhães com participação de Marcelo Camelo
23h10min – Pato Fu
0h10min – Graforreia Xilarmônica
1h10min – Os Efervescentes
1h50min – Bidê ou Balde
2h50min – Tenente Cascavel

Festival: Maquinaria
Cidade: São Paulo (SP)
Patrocínio:
Data: 7 e 8 de novembro
Preço: R$ 100 a R$ 225 (meia-entrada)
Programação:
Dia 7
15h: Nação Zumbi
16h20: Sepultura
17h40: Deftones
19h30: Jane’s Addiction
21h30: Faith No More

Dia 8
17h10: Duff Mckagan’s Loaded
18h30: Dir en grey
19h50: Panic! at the Disco
21h30: Evanescence


Festival: Dosol
Cidade: Natal (RN)
Patrocínio: Oi e Governo Estado do RN
Data:7, 8, 19, 20 e 21 de novembro
Preço: R$ 20
Programação:
SÁBADO, Dia 07 de novembro
ABERTURA: 15H
15H30 – FLAMING DOGS (RN)
16h – DRIVEOUT (RN)
16h30 – VENICE UNDER WATER (RN)
17h – O MELDA (MG)
17h30 – PLÁSTICO LUNAR (SE)
18h – CASSIM & BARBÁRIA (SC)
18h30 – BUGS (RN)
19h – VENDO 147 (BA)
19h30 – OS BONNIES (RN)
20h – REJECTS (RN)
20h30 – SICK SICK SINNERS (PR)
21h – RETROFOGUETES (BA)
21h30 – THE BAGGIOS (SE)
22h – DANKO JONES (CANADÁ)
23h – NUDA (PE)
23h30 – DUSOUTO (RN)
24h – ORQUESTRA BOCA SECA (RN)
24h30 – EDDIE (PE)


DOMINGO, Dia 08 de Novembro
ABERTURA: 15H
15h30 – DR. CARNAGE (RN)
16h – I.T.E.P. (RN)
16h30 – FLIPERAMA (RN)
17h – NERVOCHAOS (SP)
17h30 – DEADLY FATE (RN)
18h – DISTRO (RN)
18h30 – PULVERHUND (NORUEGA)
19h – COMANDO ETÍLICO (RN)
19h30 – CONFRONTO (RJ)
20h – CALISTOGA (RN)
20h30 – DEVOTOS (PE)
21h30 – MUGO (GO)
22h – THE EXPLOITED (UK)

CASA DA RIBEIRA – ENTRADA GRATUITA
Quinta, dia 19 de novembro
PROJETO TRINCA (RN)
VISITANTES (SP)
AUTOMATICS (RN)

Sexta, dia 20 de novembro
EU SEREI A HIENA (SP)
CAMARONES ORQUESTRA GUITARRÍSTICA (RN)
A BANDA DE JOSEPH TOURTON (PE)

Sábado, dia 21 de novembro
SEUZÉ (RN)
EXPERIÊNCIA ÁPYUS (RN)
MACAXEIRA JAZZ (RN)

Domingo, dia 22 de novembro
SIMONA TALMA (RN)
ONOFFRE (RN)



Festival: Demo Sul
Cidade: Londrina (PR)
Patrocínio: Programa Municipal de Incentivo a Cultura
Data: 07, 13, 20 e 21 de novembro
Preço: R$ 10 (meia-entrada)
Programação:

SÁBADO 07/11: Pré-festa de abertura ALONA
Local: Espaço ALONA (Avenida Leste-Oeste, 518 - centro) - 22h
Carpello
Daniel Belleza e Os Corações em Fúria (SP)

SEXTA 13/11: V SIMPÓSIO DE MÚSICA INDEPENDENTE
Local: Sala Teodoro - Sec. Municipal de Cultura - 14h
Lenissa Lenza (Espaço Cubo) – a confirmar
Sandra Nishimura (Coordenadora do Programa Municipal de Economia Solidaria)
Leonardo Ramos (Secretário Municipal de Cultura)

SEXTA 13/11: FEIRA INDEPENDENTE DEMO SUL + SHOWS
Local: Concha Acústica - 16h
220 Ska Bar
Mama Quilla
Entre Tantas
Terra Celta

SEXTA 20/11
Local: Grêmio Recreativo Londrinense (Rua Grafita, 332 - saída para Ibiporã)
Abertura dos portões: 19h, com início dos shows as 20h.
::: Palco Demo Sul :::
00h45 - Skylab (RJ)
23h45 - Trilobit (PR)
22h45 - Nuda (PE)
21h30 - Curumin (SP)
20h30 - Batuque Muamba Fun (PR)

::: Palco Sonkey :::
00h15 - Strombólica (SP)
23h15 - Fast food (SP)
22h15 - Nevilton
21h00 - Vertix
20h00 - Versana

SÁBADO 21/11
::: Palco Demo Sul :::
01h15 - Autoramas(RJ)
00h30 - Wander Wildner(RS)
23h30 - Hocus Pocus (PR)
22h30 - Gilbertos comem bacon (DF)
21h30 – The Brown Vampire Cats (PR)
20h30 - Dezzaster (PR)

::: Palco Sonkey :::
00h00 - Rinoceronte (RS)
23h00 - Lenzi Brothers (SC)
22h00 - Droogies (PR)
21h00 - Detroit (SP)
20h00 - Wolf Attack (PR)

Festival: Indie Rock
Cidade: Rio de Janeiro (RJ)
Patrocínio: Oi
Data:10 e 13 de novembro
Preço: R$ 40 (meia-entrada)
Programação:
Gogol Bordello
Super Furry Animals
El Mato a un Policia Motorizado
Holger


Festival: 6º PMW Rock Festival
Cidade: Palmas (TO)
Patrocínio:
Data: 13 e 14 de novembro
Preço: gratuito
Programação:

13.11 (Sexta) Espaço Cultural
Hr Banda
1 01:15 Wander Wildner (RS)
2 00:30 Engenho Novo (TO)
3 23:45 Ecos Falsos (SP)
4 23:00 Irmãos da Bailarina (BA)
5 22:15 Hierofante Púpura (SP)
6 21:30 Veiétu (TO)
7 20:45 Capelinos (TO)
8 20:00 Orange (TO)

14.11 (Sabado) Espaço Cultural
Hr Banda
1 01:15 Cachorro Grande (RS)
2 00:30 La Cecilia (TO)
3 23:45 Black Drawing Chalks (GO)
4 23:00 Magaivers (PR)
5 22:15 Sattva (GO)
6 21:30 A Baba de Mumm rá (TO)
7 20:45 Herdeiros & Reis (TO)
8 20:00 Super Noise (TO)

15.11 (Domingo) TENDENCIES
Hr Banda
1 20:30 Mata-Burro (TO)
2 19:30 Besouro do Rabo Branco (DF)
3 19:00 Poetas do Caos (TO)
4 18:30 Koff Koff Buuu (TO)
5 18:00 Prozac (TO)
6 17:15 Lost In Hate (DF)
7 16:45 Criticos Loucos (TO)
8 16:15 Caixa de Marimbondo (TO)
9 15:45 Meros Berros (TO)
10 15:00 Mohanna (TO)

Festival: Se Rasgum
Cidade: Belém (PA)
Patrocínio: Vivo
Data:13 a 15 de novembro
Preço: R$ 20 a R$ 30
Programação:
Sexta – 13 de novembro
Nação Zumbi (PE)
Tecnoshow (PA)
Bonde do Rolê (PR)
Gork (SP)
Juca Culatra & Power Trio (PA)
Pro.eFX c/ Arcanjo Ras (PA/SP)
Dead Lovers Twisted Hearts (BH)
Cérebro Eletrônico (SP)
Trio Manari (PA)
Ataque Fantasma (PA)
The Baudelaires (PA)

Sábado – 14 de novembro
Pato Fu (MG)
Música Magneta – Dj Dolores, Pio Lobato e Mestre Vieira (PA/PE)
Comunidade Nin-Jitsu (RS)
Digital Dubs com BNegão e Ras Bernardo (RJ)
Pinduca (PA)
Marku Ribas (MG)
Milocovik (SP)
Johny Rockstar (PA)
Radiotape (MG)
Dharma Burns (PA)
Aeroplano (PA)


Domingo – 15 de novembro
Velhas Virgens (SP)
Stress (PA)
Matanza (RJ)
Delinquentes (PA)
Hablan Por La Espalda (URU)
AMP (PE)
Retrofoguetes (BA)
Inverso Falante (PA)
Sincera (PA)
Godzilla (AP)
Clube de Vanguarda Celestial (PA)

Festival: Festival Universitário MTV

Cidade: Rio de Janeiro (RJ)

Patrocínio: MTV
Data:19 a 21 de novembro

Preço: R$ 40 a R$ 80

Programação:
PALCO PRINCIPAL
19/11 (quinta-feira)
Das 20h às 23h35min – 5 Bandas universitárias + Ritmos Digitais
0h15min – 01h30min – Móveis Coloniais de Acaju
1h30min – 04:00min – Encerramento Ritmos Digitais

20/11 (sexta-feira)
Das 20h às 23h35min – 5 bandas universitárias + Ritmos Digitais
0h:15min –1h30min – Gerson King Combo e Supergroove
1h30min – 04:00min – Encerramento Ritmos Digitais

21/11 (sábado)
Das 20h às 20h15min – Abertura Ritmos Digitais
20h30min – 21h00min – Banda Vencedora
21h30min – 22h10min – Moptop
23h – 00h15min – The Walkmen
0h15min – 04:00min – Encerramento Festa Rockinho

BOTECO UNIVERSITÁRIO
19/11 (quinta-feira)
Das 21h às 21h30 – The Feitos
Das 22h às 22h30 – RockTed
Das 23h às 23h30 – Eletro
Da 0h às 0h30 – RSigma
DJs Rafael de Luca e Tucho na abertura e nos intervalos

20/11 (sexta-feira)
Das 21h às 21h30 – Filhos da Judith
Das 22h às 22h30 – Columbia
Das 23h às 23h30 – Cabaret
Da 0h às 0h30 – Macanjo
DJs Rafael de Luca e Tucho na abertura e nos intervalos

21/11 (sábado)
Das 21h às 21h30 – Ganeshas
Das 22h às 22h30 – 7 por Meia Dúzia
Das 23h às 23h30 – Crombie
De 0h às 0h30 – Samba do Gnaisse
DJs Rafael de Luca e Tucho na abertura e nos intervalos

Festival: 9º Primeiro Campeonato Mineiro de Surfe
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Patrocínio: Vivo
Data: 18 a 21 de novembro
Preço: ???

Programação:
Ainda está sendo divulgada. Na programação estão Ultraje a Rigor, Daddy-o-grande, The Jordans, 4instrumental, Pio Lobato, Mestre Vieira e os Mestres da Guitarrada do Pará.


Festival: Goiânia Noise
Cidade: Goiânia (GO)

Patrocínio: Petrobras e Novo Mundo
Data: 23 a 29 de novembro

Preço: R$ 5 a R$ 20

Programação:
25 / NOV (QUARTA-FEIRA)
Local: Teatro Madre Esperança Garrido (Colégio Santo Agostinho)
22h00 - Hermeto Pascoal e Grupo (SP)
21h15 - Vida Seca (GO) – foyer do teatro
20h30 - Juraildez da Cruz (GO)
Realização em parceria com Conferencia Brasil Central Music
Valor do Ingresso: Entrada Franca, com retirada 2h antes no local

Local: Fiction Club
01h00 - Vamoz (PE)
00h15 - The Soundscapes (SP/USA)
23h30 - Motherfish (GO)

DJ Sets:
01h40 - MzK (SP)
00h20 - Paul Jones – Rough Trade (UK)
23h00 - Miranda (SP)
Valor do Ingresso: antecipado até 20/11 – R$ 10,00 nos pontos de venda

Local: Capim Pub
00h00 - Os Cabeloduro (DF)
23h15 - Leptospirose (SP)
22h30 - Ressonância Mórfica (GO)
21h45 - HC 137 (GO)
21h00 - Señores (GO)
Valor do Ingresso: antecipado até 20/11 – R$ 10,00 nos pontos de venda

26 / NOV (QUINTA-FEIRA)
Local: Teatro do Centro Cultural Goiânia Ouro
22h00 - Siba (PE) + Roberto Corrêa (DF)
21h00 - Cega Machado (GO)
Realização em parceria com Conferencia Brasil Central Music
Valor do Ingresso: Entrada Franca, com retirada 2h antes no local

Local: Bolshoi Pub
01h00 - Ricardo Koctus (MG)
00h15 - Detetives (SP)
23h30 - Johnny Suxxx and Fucking Boys (GO)
Valor do Ingresso: antecipado até 20/11 – R$ 10,00 nos pontos de venda

Local: Metrópolis
01h00 - The Name (SP)
00h15 - Sapatos Bicolores (DF)
23h00 - Bang Bang Babies (GO)
Valor do Ingresso: antecipado até 20/11 – R$ 10,00 nos pontos de venda

Dia 27 / NOV (SEXTA-FEIRA)
Local: Centro Cultural Martim Cererê
Palco Pyguá
01h10 - Supersuckers (USA)
00h00 - MQN (GO) + Walverdes (RS)
23h00 - Guizo (Chile)
22h00 - Punch (GO)
21h00 - Volver (PE)
20h00 - Seletiva Petrobras nas Ondas do Rock
19h00 - Sattva (GO)

Palco Yguá
00h30 - Móveis Coloniais de Acaju (DF) + Bocato (SP)
23h30 - Think About Life (CAN)
22h30 - Devotos (PE)
21h30 - Vivendo do Ócio (BA)
20h30 - Rinoceronte (RS)
19h30 - O Melda (MG)
18h30 - Hellbenders (GO)
Valor do Ingresso: antecipado até 20/11 – R$ 20,00 nos pontos de venda

Dia 28/NOV (SÁBADO)
Local: Centro Cultural Martim Cererê
Palco Pyguá
01h10 - Dirty Projectors (USA)
00h00 - Black Drawing Chalks (GO) + Chuck Hipholito (SP)
23h00 - Mama Rosin (Suíça)
22h00 - Porcas Borboletas (MG) + Paulo Patife (SP)
21h00 - Los Lótus (ARG)
20h00 - Mugo (GO)
19h00 - The Backbiters (GO)

Palco Yguá
00h30 - As Mercenárias (SP)
23h30 - Mechanics (GO)
22h30 - Confronto
21h30 - GrimSkunk (Canadá)
20h30 - Cassin & Barbaria (SC)
19h30 - Mini Box Lunar (AP)
18h30 - Evening (GO)
Valor do Ingresso: antecipado até 20/11 – R$ 20,00 nos pontos de venda

Dia 29/NOV (DOMINGO)
Local: Centro Cultural Martim Cererê
Palco Pyguá
00h10 - Diego de Moraes e o Sindicato (GO) + Astronauta Pingüim (RS)
23h00 - Violins (GO)
22h00 - Domá da Conceição (GO)
21h00 - Barfly (GO)
20h00 - Naquele Tempo (GO)
19h00 - Torre de Jamel (GO)
18h00 - Seletiva Brasil Central Music

Palco Yguá
23h30 - Terrorista da Palavra (GO) + Jorge Mautner (SP)
22h30 - Umbando (GO)
21h30 - Grace Carvalho (GO)
20h30 - Gloom (GO)
19h30 - Cine Capri (GO)
18h30 - Hot and Hard Co. (GO)
17h30 - Seletiva Brasil Central Music
Realização em parceria com Conferencia Brasil Central Music
Valor do Ingresso: Entrada Franca

Goiânia Noise Festival – Palco Hip Hop
Local: Centro Comunitário do Goiânia Viva
21h00 - Face a Face (GO)
20h30 - Ivo Mamona (GO)
20h00 - Soldados Urbanos (GO)
19h30 - Reverso da Moeda (GO)
19h00 - Linha Dura (MT)
18h30 - U Plano (GO)
18h00 - Eko (GO)
Realização em parceria com CUFA
Valor do Ingresso: R$ 5,00 – vendas no local

2 de novembro de 2009

Porão do Rock 2009: cobertura especial

A amada Alê dos Santos, da rádio Cultura FM e do blog Drops Cultural, é a autora da cobertura especial do festival Porão do Rock 2009 para o Meio Desligado, direto de Brasília. Realizado nos dias 19 e 20 de setembro, essa foi a 12ª edição do festival e que, segundo dados da produção do evento, teve público em torno de 80 mil pessoas.


Voltando às suas origens, o Porão do Rock 2009 rolou em setembro (como na sua primeira edição), foi de graça, atrasou e ainda teve um monte de bandas de Brasília. Isso por si só não significaria um retrocesso, mas, comparado à edição anterior, este ano a organização deixou a desejar. Com a demora em se obter um patrocínio a realização do Porão do Rock era uma incerteza para os brasilienses e a escalação das bandas foi prejudicada. Nem por isso o festival deixou de trazer grandes nomes, alguns até “repetecos”, como Angra e Sepultura, que se apresentaram no festival em 2007.

O primeiro dia na Esplanada dos Ministérios estava marcado para começar às 16h mas só foi começar uma hora depois com o show do quarteto instrumental Super Stereo Surf. A banda tocou ano passado no Palco Pílulas e foi “promovida” para o Palco Principal. O mesmo aconteceu com as bandas Elffus, Black Drawing Chalks e Rafael Cury and the Booze Bros. Com o atraso do Orgânica, os argentinos do El Mato a un Policia Motorizado subiram ao palco e mesmo com o som meia-boca empolgaram os amantes do rock alternativo.

O som ruim não atrapalhou os argentinos, mas foi um problema no show da Cachorro Grande. Desde o começo Beto Bruno, vocalista da banda, pedia o retorno. A banda ficou em instrumentais intermináveis enquanto o gaúcho conversava com o pessoal da técnica. Até que eles pararam o show: “Nós e vocês vamos esperar o retorno voltar”, disse Beto no palco. Depois de algumas discussões, palavrões e “estresses” para todos os lados, a banda voltou a tocar. E claro que com muito cinismo. Engataram em músicas como “Deixa Fudê”, “Sexperience” e “Vai T.Q. Dá”, tudo em protesto pelo péssimo áudio no palco. O show terminou com a marca registrada, um bundalelê.

O Ludov fez um show fraco, nada excepcional. O Ellfus empolgou a galera, assim como os goianos Black Drawing Chalks, que estão a cada dia se profissionalizando mais. A grande atração da noite, os californianos do Eagles of Death Metal, não conseguiram o mesmo. Talvez o som não tenha colaborado, já que estava baixo em vista do que poderia estar. E mesmo encabeçado pelo boa praça Jesse Hughes, que não parava de dizer o quanto estava feliz por estar no Brasil, o show não empolgou. Jesse fazia grandes intervalos entre uma música e outra e o ritmo do show, que deveria ser acelerado, como pedem as músicas do grupo, foi lento, causando um certo desinteresse na platéia.


Já era tarde e mais uma mudança aconteceu no line-up. O Sepultura, que fecharia o Porão, acabou por tocar depois do Eagles e deu para perceber quem realmente grande parte da galera reunida na Esplanada dos Ministérios estava esperando. Os mineiros, como sempre, deixaram uma galera pulando e gritando sem parar. O Mugo veio em seguida, quase que abrindo o show do Angra, outra grande atração da noite. Eram mais de 3 horas da manhã e ainda tinha gente bem acordada para assistir o show dos caras, que não decepcionou. E não acabou, ainda tinha os paulistas do Mindflow, que fecharam o Porão para cerca de 300 pessoas e o Dynahead, que acabou escalado para fechar o Palco Pílulas no dia seguinte.

Ao contrário do que aconteceu no Palco Principal, o Palco Pílulas era uma inveja para qualquer um. Mesmo começando meia hora atrasado, as atrações tocaram todas em seu horário e ainda tiveram um som de primeira. Passaram por lá Scania (DF), Di Boresti (DF), Rocan (DF), O Melda (MG) em um show muito elogiado, Belle (RS), Superquadra (DF) e duas bandas que tem se destacado em Brasília, Watson e The Pro.

O segundo dia antecipou os 50 anos de Brasília e fez uma homenagem às bandas dos anos 80, 90 e 2000 que se destacaram na capital federal. Um prato cheio para quem viveu (ou vive) a sua adolescência em alguma dessas décadas.

O Fallen Angel/Dungeon abriu os shows do domingo, seguido pelo Detrito Federal, ainda no clima de nostalgia para o grande show de rock da Plebe Rude. Depois vieram Escola de Escândalo e Paralamas do Sucesso. Embora a banda seja do Rio, parte da sua história se passou em Brasília. O show foi perfeito para um festival. Herbert Vianna e seus companheiros João Barone e Bi Ribeiro tocaram sucessos do começo ao fim do show, deixando espaço apenas para duas músicas de seu último disco, Brasil Afora.

A tão comentada atração surpresa foi realmente uma surpresa para muita gente. Havia um buchicho de que Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá iriam se apresentar no Porão em um tributo à finada Legião Urbana e isso realmente aconteceu. A homenagem à banda e ao grande artista que foi Renato Russo era uma idéia antiga e deve se prolongar com mais shows em 2010. Vários vocalistas foram escalados para acompanhar os remanescentes da Legião: André Gonzales (Móveis Coloniais de Acaju), Herbert Vianna, Phillipe Seabra, Toni Platão e o uruguaio Sebastian Teysera (vocalista da banda La Vela Puerca). O show foi curto, mas conseguiu emocionar muita gente, ao ponto de algumas pessoas até pararem o carro no cantinho da pista para saber o que estava acontecendo ali.



No Palco Pílulas se apresentaram as bandas vencedoras da seletiva: Cassino Supernova, Na Lata, Soatá, Trampa, Kanela Seca, Bootlegs e Blazing Dog, além dos Cabeloduro e o Dynahead.

O Maskavo fez um show fofo, mas para eles realmente não há volta. Já o Little Quail and The Mad Birds deixou um grande gosto de quero mais. Com Zé Ovo e Gabriel Thomaz falando besteira o tempo todo e a vitalidade de Bacalhau, a banda ainda tem um timing perfeito. E se rir é o melhor remédio, Zé Ovo e Gabriel não pouparam comentários. Disse o guitarrista no show: “Eu queria agradecer a Plebe Rude, Paralamas do Sucesso, a Legião Urbana, por abrir esse show do Little Quail!”.

Os Raimundos fizeram um show médio. A escolha das músicas poderia ter sido melhor e o Rodolfo realmente faz uma falta enorme na banda. Depois vieram Rafael Cury e para finalizar o festival, Móveis Coloniais de Acaju. Eram 3h40 da manhã e ainda tinha gente disposta para assistir o show do Móveis. Prova cabal de que eles são mesmo a banda mais querida de Brasília na atualidade. E quase que o show não acontece. Pouco antes de subirem ao palco a energia elétrica simplesmente acabou e uma chuva fina começou a cair. Quem esteve por lá conseguiu ver uma coisa inédita: Móveis acústico. Com a luz de volta, o show ganhou toda a energia característica da banda. A chuva ficou mais forte no final e o tão esperado bis não rolou para que ninguém saísse de lá eletrocutado.

Fotos por Bruno Bernardes (Cassino Supernova) e Patrick Grosner (público)

Preparação para o Planeta Terra 2009

No próximo sábado, 7 de novembro, estarão no palco do festival Planeta Terra 2009 duas das mais importantes bandas da história do rock (The Stooges e Sonic Youth), uma das melhores e mais inventivas bandas britânicas dos últimos 20 anos (Primal Scream) e duas das mais representativas bandas do rock independente brasileiro desta década (Macaco Bong e Móveis Coloniais de Acaju). O restante da programação (Maximo Park, Ting Tings, Metronomy...) deixa um pouco a desejar, mas somente pelas bandas citadas acima o festival já está definitivamente entre os mais relevantes do ano no Brasil.

Para ajudar quem ainda não decidiu se vai ao festival ou contribuir para que aqueles que já vão fiquem ainda mais pilhados à espera dos shows, selecionei alguns vídeos daquelas que são, para mim, as principais atrações do festival.







E para você se programar, confira o mapa do Playcenter (ao lado), local de realização do festival,  e a programação de shows (abaixo):

Sonora Main Stage
02:00 - 03:00 - Etienne de Crecy
00:15 - 01:30 - Iggy Pop and The Stooges
22:15 - 23:45 - Sonic Youth
20:30 - 21:45 - Primal Scream
19:00 - 20:00 - Maximo Park
17:30 - 18:30 - Móveis Coloniais de Acaju
16:00 - 17:00 - Macaco Bong

Coca-Cola Zero Stage
03:00 - 04:00 - Anthony Rother
01:30 - 02:30 - N.A.S.A.
00:00 - 01:00 - The Ting Tings
22:30 - 23:40 - Metronomy
21:00 - 22:00 - Patrick Wolf
19:30 - 20:30 - Copacabana Club
18:00 - 19:00 - Ex!

1 de novembro de 2009

AMP - Pharmako Dinâmica

Música ensurdecedora para roqueiros ortodoxos

Sabe a cena do filme Alta Fidelidade quando o personagem do John Cusack coloca uma música da Beta Band pra tocar e diz que em seguida vai vender vários CDs da banda, enquanto que quase instantaneamente o público da loja começa a dançar sutilmente até que alguém pergunta o que está tocando? Algo semelhante sempre acontece quando coloco Pharmako Dinâmica, CD de estreia da AMP, para tocar na minha casa.

Ideal para roqueiros ortodoxos amantes de peso e distorção,  a AMP é atualmente a principal representante do rock´n´roll mais agressivo em Recife (PE). Permanecendo longe do multiculturalismo tão marcante no passado recente da cidade, Pharmako Dinâmica é um álbum de rock direto e simples, se apropriando dos principais pontos positivos que tais adjetivos podem representar.

A relação mais recorrente ao se comentar sobre o som da banda é com o stoner rock e um de seus maiores representantes, o Queens of the Stone Age. Apesar da comparação ser um tanto falha, a partir dela é possível chegar a uma das bandas que mais se aproximam do som do AMP: a ótima e barulhenta Mondo Generator, banda punk metal demente de Nick Oliveri, ex-baixista/vocalista do QOTSA.

AMP - "Ensurdecedor"


Em seus melhores momentos, como em "Ensurdecedor" e "Fuel & Fire", a banda caminha entre resquícios de grunge e metal alternativo e demonstra sua competência. No entanto, apesar de funcionar extremamente bem ao vivo,  Pharmako Dinâmica evidencia a distância entre cada uma das canções, isoladas, em estúdio, e a explosão sonora dos shows, resultado de um álbum um pouco cansativo e repetitivo. Para o futuro, fica a expectativa de que o próximo álbum da AMP seja tão bom quanto seus shows.