Instagram

31 de agosto de 2009

Não são as piores capas da história da música brasileira

Sério, tem coisa pior.

Na verdade, essa capa é incrível. Poderia até ser do Grupo Porco de Grindcore Interpretativo.


Vanguarda da axé e de dançarinas semi-nuas em programas imbecis na TV.

Aparentemente, a tia tá sem roupa. Como isso pode fazer do mundo um lugar melhor?

Meo Deos, ela tem um histórico de capas horripilantes.

Não, o Tim não tá com cara de (hiper) chapado lesado nessa foto. Ele está de boca aberta porque está vendo o Belchior.

Deve ser super animado.

Como assim?

Imagine o designer responsável por isso explicando o conceito da capa.

"Eu queria ser"... outra pessoa?

Uhm... enigmático.

Ele é mau, niilista, não liga pra nada, até rasga partituras (se liga no visual mendigo).

Designer: "Chefe, não tinha grana pra contratar três gostosas, então chamei a Cleide, aqui do escritório,  e fotografei ela mesma. Mas pode ficar tranquilo que ninguém vai perceber que é ela".

E aqui começa a seção EPIC FAIL em nomes de discos:

Clássico.

Tadinhos, será que eles conseguiram?

Alguém, por favor, me explique a relação entre a matança de porco e a foto de quatro hippies em um campinho florido? Eles estão, tipo... protestando?


E agora você se pergunta: ele não tinha mais nada pra fazer às três da madrugada de uma segunda-feira? Tinha. Mas isso aqui foi mais divertido.

27 de agosto de 2009

Festival Vaca Amarela 2009

Na chamada "capital do rock" brasileira, Goiânia, os holofotes destacam a Monstro Discos, empresa crucial para o rock independente brasileiro nos últimos 15 anos. Paralelamente ao trabalho dos monstros e seus festivais (Goiânia Noise e Bananada, ambos anuais), o festival Vaca Amarela foi crescendo aos poucos e se destacando para, em 2009, promover uma edição marcada pela grande quantidade de bandas (30, no total) e por debates interessantes sobre variadas questões que norteiam a atuação na cena musical independente.

Para entender um pouco mais sobre o festival e contextualizá-lo em meio as atuais ações do underground brasileiro, conversei um pouco com Pablo Kossa, da Fósforo Cultural, produtor do festival.

A primeira coisa que praticamente todo mundo pergunta ao conhecer o festival é em relação ao nome. De onde veio esse "Vaca Amarela"?
Eu trabalhava em um jornal de Goiânia, o Diário da Manhã, e um amigo de redação e meu chefe, o Ulisses Aesse, sugeriu esse nome para o festival que eu começava a desenhar e projetar. Ele disse: "coloca o nome Vaca Amarela! Todo mundo conhece a musiquinha da vaca amarela que pulou a janela e todo mundo vai gostar". Veio daí o nome do festival.

O cartaz desse ano estampa várias logomarcas. Isso é sinal de que empresas e instituições estão mais abertas à música independente ou representa a necessidade de parcerias e apoios para que os festivais de música alternativa se realizem (ou nenhuma das duas hipóteses? rs)?
Cara, o número de logos significa antes de tudo que conseguimos conquistar bons amigos que entendem a palavra "permuta". Sendo assim, faz mais sentido a segunda hipótese por você ventilada. Temos duas leis de incentivo aprovadas mas, até o momento, nenhuma captação à vista. Sendo assim, nossos maiores patrocinadores, como em toda a história do Vaca Amarela, são o público (que paga ingresso e consome no bar) e as bandas (que entendem a importância do evento e tocam facilitando tudo ao máximo).

Dá pra perceber um trabalho especial na parte "teórica" do festival, com a programação de debates extensa e diversificada. Como e por quais motivos vocês definiram os temas a serem abordados? Como é a resposta do público de Goiânia a essas ações? Pergunto porque em várias cidades ainda não há um hábito por parte do público em comparecer e participar ativamente dessa parte dos festivais que, a meu ver, é extremamente importante para o desenvolvimento da cena.
Nossa intenção ao montar a grade de palestras e workshops foi abranger os principais motes da cultura independente hoje. Essa foi a perspectiva que norteou as escolhas, chamando as principais referências nacionais para discutir esses temas. A participação do público nessa parte de capacitação ainda é tímida, mas vem crescendo. Mas eu não me preocupo muito com isso não, sendo bastante sincero. Pouca gente quer pensar, muita gente quer se divertir e beber. Então, é natural um público menor quando se trata de assuntos de reflexão. Não me assusto com essa diferença de público entre palestras e shows.

Fim de década, qual o diagnóstico que você, ativo durante todo esse período na música independente e alternativa, faz da cena brasileira nesse período?
Acho que estamos avançando de forma bem interessante. As novas tecnologias promoveram o advento da coisa mais significativa surgida como movimento cultural no país, que é o Circuito Fora do Eixo. Além de reforçar a noção do associativismo, como é o caso da Abrafin. Penso que temos muito terreno ainda a ser ganho, mas ignorar os incríveis avanços é de uma miopia sem tamanho.


Shows

Centro Cultural Martim Cererê – Goiânia/GO
Ingressos– R$ 15 para cada dia


Sexta – 11/09
01:00 Canastra (RJ)
00:30 Umbando
00:00 Trilöbit (PR)
23:30 Gloom
23:00 Los Cociñeros (ARG)
22:30 Gilbertos Come Bacon (DF)
22:00 Technicolor
21:30 Pato com Laranja
21:00 Black Sonora (MG)
20:30 Madame Butterfly e os Burlescos
20:00 Dom Capaz (MG)
19:30 Chimpanzés de Gaveta
19:00 MC Dyskreto
18:30 Kabiotó
18:00 Novos Ébanos

Sábado – 12/09
01:00 Dead Fish (ES)
00:30 Mugo
00:00 Johnny Suxxx and the Fucking Boys
23:30 MQN
23:00 Atomic Winter
22:30 Woolloongabbas
22:00 Boddah Diciro (TO)
21:30 Anesthesia Brain
21:00 Ressonância Mórfica
20:30 Snorks (MT)
20:00 Fígado Killer
19:30 Dimitri Pellz (MS)
19:00 Girlie Hell
18:30 Novos Vinis (Anápolis-GO)
18:00 Just Another Fuck

Palestras Brasil Central Music / Feira do Empreendedor
Local – Centro de Convenções
Entrada franca


10/09 – quinta – 14 horas
Artistas e imprensa – Relação, necessidade recíproca e interesse público
- Sérgio Martins (SP) – está na Veja desde junho de 1999. Formado em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero (São Paulo), trabalhou na redação do jornal Notícias Populares, nas revistas BIZZ e Época e colaborou com os jornais Folha de S. Paulo, Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde, além da revista americana Time.
- Carlos Brandão (GO) – trabalha com cultura (música, composição, produção e administração de espaços culturais), há 42 anos. Começou em 1967, num espetáculo no Teatro Inacabado. Como letrista, tem mais de 200 músicas gravadas em Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Bruxelas e Paris. Participou ativamente do boom do rock em Goiás, quando dirigiu o Centro Cultural Martim Cererê, entre 1999 e 2006. Dirige o Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro e produz, desde 2008, 10 semanas de shows com o melhor da MPB em Goiás, o Canto de Ouro. Nas horas vagas, é jornalista, desde 1978.

10/09 – quinta – 17 horas
Comunicação independente: gerando negócios e promovendo a cidadania
- Rodrigo Lariú (RJ) – comanda a gravadora independente midsummer madness desde 1989. Já lançou 25 CDs, 101 EPs de bandas brasileiras e estrangeiras. Produtor e diretor de TV há 10 anos, com várias colaborações para Rolling Stone, Folha de SP e O Globo, Lariú também é sócio fundador da Abrafin e coordenador de ações no coletivo Rede Rio Música.
- Marielle Ramires (MT) – comunicóloga graduada em jornalismo pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e atualmente é gestora do setor Negócios do instituto cultural Espaço Cubo. É também diretora de comunicação da Abrafin e Primeira Secretária da Associação de Produtores e Gestores Independentes de Cubo Card (Asprogic).

11/09 – sexta – 14 horas
Música e quadrinhos – Interações, interdependência e contribuições mútuas
- Galvão (SC/GO) –trabalha com quadrinhos e ilustrações desde 1995, já tendo
publicado em algumas das principais revistas e jornais do pais. Ganhou duas vezes o troféu HQMIX por melhor site de autor (2003 e 2004). Cartunista, chargista e quadrinista d’O Popular e Folha de S. Paulo
- Pedro de Luna (RJ) – formado em Comunicação Social pela UFF com MBA em Gestão Cultural pela UCAM, trabalhou nas rádios Fluminense FM e Venenosa FM, foi editor do Jornal do Rock e do site SK8.com.br, além de colunista dos jornais International Magazine e Rock Press, do site da MTV, Punknet e revista OutraCoisa. Publicou tiras na revista Laboratório Pop e no Jornal do Brasil, do qual é editor do blog Quadrinhos. Coordena o coletivo Araribóia Rock e realiza o projeto Bandas Desenhadas, levando para as HQs o que acontece no mundo real da cultura independente.

12/09 – sábado – 14 horas
Festivais independentes – Erros de ontem, acertos de hoje, melhorias para amanhã
- José Flávio Jr. (SP) –é jornalista e crítico musical. Atualmente ocupa o cargo de editor contribuinte de música da revista Bravo!. Também escreve para o caderno Ilustrada, da Folha de São Paulo, e assina a coluna LoveSounds, na revista LoveTeen, da Editora Abril. Integra o conselho artístico da Oi FM e produz o programa diário Guia Oi Sampa. Divide o podcast Qualquer Coisa com o jornalista Paulo Terron e o músico Max de Castro. Já trabalhou nas revistas BIZZ, Veja São Paulo e no site Usina do Som. Também publicou textos nas revistas Vip, Playboy, Rolling Stone, Capricho, Isto É Gente, Jungle Drums e para os cadernos Folhateen (Folha de São Paulo) e Caderno 2 (Estado de São Paulo).
- Márcio Jr. (GO) – Produtor cultural, mestre em Comunicação pela UnB, criador da Monstro Discos e dos festivais Goiânia Noise e TRASH – Mostra Goiana de Filmes Independentes, vocalista da banda Mechanics.

13/09 – domingo – 14 horas
Cultura cidadã – Arte e protagonismo para um mundo melhor
- Daniel Zen (AC) – bacharel em Direito pela UFAC e mestre em Relações Internacionais pela UFSC. Preside a Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour, do Acre, os Conselhos Estaduais de Cultura e de Patrimônio Histórico e Cultural e o Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura. Integra a rede de gestores do Circuito Fora do Eixo de Música Independente e é o atual Coordenador de Ação Política da Associação Brasileira de Festivais Independentes (Abrafin). Toca contrabaixo na banda Filomedusa.
- Léo Pereira (GO) –jornalista, publicitário, poeta e dramaturgo. Autor de três peças teatrais: Poética Bancária, Traga-me Bombons Coloridos e A Doença do Acúmulo. Ativista cultural do movimento de poesia falada e teatro amador de Goiás nos anos 70 e 80. Autor e letrista do projeto poético-cênico-musical Terrorista da Palavra, gravado ao vivo no dia 11 de setembro de 2003, no Tearo Inacabado.

13/09 – domingo – 17 horas
Como abrir e gerir uma casa de shows
- Rafael Bandeira (CE) – proprietário do Hey Ho Rock Bar-casa de shows com mais de 6 anos de existência. Um dos realizadores do Ponto.CE,um dos maiores festivais independentes do Ceará.Vice-presidente da Casas Associadas - Associação Brasileira de Casas de Shows Independentes. Produtor executivo das bandas Fossil e Encarne. Membro da RedeCEM - Rede Ceará de Música - coletivo que integra o Circuito Fora do Eixo.
- Cláudio Pilha (MG) – proprietário da casa de shows A Obra em Belo Horizonte, organizador do festival Campeonato Mineiro de Surf e presidente da Casas Associadas - Associação Brasileira de Casas de Shows Independentes.

26 de agosto de 2009

Independentes tomam conta do Planeta Terra

Móveis Coloniais de AcajuMóveis Coloniais de Acaju e Macaco Bong são duas das primeiras atrações confirmadas na edição deste ano do festival Planeta Terra, que acontece na cidade de São Paulo em 7 de novembro, no Playcenter, com ingressos à R$ 70 (meia-entrada). Assim como no ano passado, quando Vanguart, Curumim e Mallu Magalhães (Brothers of Brazil não vale, vai) fizeram shows no festival, o Planeta Terra destaca o bom momento do rock independente brasileiro.

A outra atração confirmada para o evento é a banda britânica Primal Scream, que, apesar de ter uma discografia irregular, possui um enorme número de canções mais do que excelentes e ao menos um clássico lançado, o experimental, eletrônico e barulhento XTRMNTR.

Ao todo, o festival terá 10 bandas internacionais e mais 10 nacionais (entre as quais é provável que estejam Copacabana Club, minha escolha para a MAP deste mês, e a dupla eletrônica Killer on the Dancefloor, segundo tio Lúcio Hypeiro Ribeiro) portanto, aguardem novas confirmações para os próximos dias. Com a realização do Maquinaria Festival no mesmo dia do Planeta Terra, também em São Paulo e com shows do Faith No More (uma das 10 melhores bandas da década de 90, voltando à ativa depois de mais de 10 anos e que também fará shows em Belo Horizonte, Porto Alegre e Rio de Janeiro), Deftones (banda fundamental do metal alternativo dos últimos 15 anos) e do Jane´s Addiction (idolatrado por quem era rocker no início dos anos 90), a curadoria do Planeta Terra terá que ter um cuidado mais do que especial em sua programação este ano. Se escalarem Rage Against The Machine, Smashing Pumpkins, Blur ou até mesmo o Green Day, nome constante na lista de apostas para o festival, vai parecer que estamos em 1996.

25 de agosto de 2009

Porão do Rock 2009 confirma primeiras atrações (inclusive da gringolândia)

A 12ª edição do festival Porão do Rock será gratuita e acontecerá em Brasília nos dias 19 e 20 de setembro, tendo como uma de suas principais atrações a Eagles of Death Metal, banda paralela de Josh Homme (vocalista e guitarrista do Queens of the Stone Age, ex-Kyuss, ex-músico de apoio do Screaming Trees e mais uma centena de itens no currículo), na qual toca bateria. Assim como aconteceu na outra vez em que a banda se apresentou no Brasil, no festival Motomix de 2007, é provável que Homme não esteja presente, já que atualmente ele trabalha no CD de estreia de sua nova banda, Them Crooked Vultures, na qual toca guitarra e canta ao lado de ninguém menos que Dave Grohl (Foo Fighters, Probot, ex-Nirvana, ex-membro temporário-de-luxo do Queens of the Stone Age), na bateria, e a lenda viva John Paul Jones (já ouviu falar em Led Zeppelin?) no baixo.

Eagles of Death Metal - Wannabe in L.A


Sepultura - We've Lost You


A produção do festival também confirmou Sepultura, Nação Zumbi e Angra na programação do Porão do Rock 2009, além de Soatá, Na Lata, Cassino Supernova, Blazing Dog, Bootlegs e Kanela Seka, bandas vencedoras das seletivas do festival.

O Porão deverá acontecer na Esplanada dos Ministérios, no centro de Brasília, mas ainda aguarda liberação oficial do Governo do Distrito Federal. Sinceramente, preferia que os shows acontecessem em um espaço fechado e com preços populares. Além de valorizar mais as bandas, diminui muito o número de pessoas que vão ao evento sem ter o mínimo interesse na música e evita maiores confusões.

24 de agosto de 2009

Discussões sobre a música e o mercado (e um texto de auto-ajuda dissimulado)

O debate sobre as ações que envolvem o mercado musical e toda a sua cadeia produtiva são cruciais para o desenvolvimento do setor. Para descobrir falhas, analisar posicionamentos de mercado e planos de ação, uma visão crítica e aberta a transformações (ou adaptações) é extremamente importante. Mesmo sabendo disso, grande parte dos "profissionais" do setor não se preocupa em se envolver em discussões acerca dessas questões. Em contraponto a esse posicionamento de alguns, cada vez mais festivais (principalmente aqueles realizados por coletivos integrantes do Circuito Fora do Eixo) desenvolvem trabalhos que fomentam a discussão e a análise crítica e que aos poucos tornam-se mais constantes em todo o país. Prova disso é a primeira edição do Seminário Música & Mercado, que começa amanhã em Belo Horizonte e continua até o dia 27.

A iniciativa tem como objetivo a análise do mercado fonográfico local e a busca por alternativas que viabilizem o setor comercialmente. Para isso, conta com vários debates gratuitos que, apesar de ficarem aquém do esperado, tem alguns nomes interessantes, como Pablo Capilé (do Espaço Cubo, Abrafin e Fora do Eixo) e o pesquisador Benjamim Taubkin.

O horário dos debates, durante a tarde, é indecente, mas isso acaba nem sendo um problema tão grande: mais importante do que estar presente é ter interesse em mudar a situação que lhe incomoda, de acordo com sua realidade local e seus interesses. Sem preguiça e com vontade, algumas boas horas de navegação na internet são mais valiosas do que qualquer seminário do qual eu tenha notícia.

Muitas vezes, reuniões presenciais como os seminários e oficinas acabam tornando-se importantes mais pelo seu caráter estimulante do que efetivamente pelo que é apresentado e discutido. Isso fica evidente para mim após participações em muitos encontros em diferentes regiões do país. Às vezes as pessoas precisam apenas de um incentivo que dê início à novas transformações, depois disso, a informação e as ferramentes disponíveis na internet permitem que a criatividade, o interesse e a inteligência de cada um defina o desenvolvimento de seus projetos.

Após o trecho de auto-ajuda nos parágrafos acima, hora de conferir a programação meia-boca do seminário, que acontece no SUCESU-MG (Rua Tomé de Souza n°67, 2º andar, bairro Funcionários, BH).

25/08/2009 – Terça-feira

13:00 às 14:00 – Credenciamento e abertura
14:00 às 16:00 – Painel 1 - Fomento: programas, editais e incentivos públicos – Ações dos Governos Federal e Estadual

Convidados:
· Cacá Machado – Diretor de Música da Funarte, Representante do Ministério da Cultura
· Paulo Brant – Secretário de Cultura do Estado de Minas Gerais
· Roberto Cirico Maciel – SEBRAE Espírito Santo
· Mediação: Kuru Lima – Fórum da Música de Minas

16:00 às 16:30 - Coffee-break
16:30 às 18:30 – Painel 2 – Planejando o futuro da música

Convidados:
· Pablo Capilé – Abrafin
· Luis Felipe Gama – Cooperativa de Música de São Paulo
· Benjamim Taubkin – músico e pesquisador
· Mediação: Makely Ka

26/08/2009 – Quarta-feira

13:00 às 14:00 – Credenciamento e abertura
14:00 às 16:00 – Painel 1 - Oportunidades de intercâmbio Minas/Portugal

Convidados:
· João Ventura – Programador do Teatro Municipal de Portimão e editor da Revista Atlântica de Cultura Ibero-Americana
· Maria das Graças - Fundação Camões
· Edu Lousada – Produtor e agitador cultural com atuação no Brasil e países da Europa

16:00 às 16:30 - Coffee-break
16:30 às 18:30 – Painel 2 – Integrando ações para o fortalecimento da cadeia produtiva da música - ações do SEBRAE, Fórum da Música e Secretaria de Estado da Cultura para estimular cadeia produtiva da música.

Convidados:
· Marta Procópio de Oliveira - Fundação João Pinheiro
· Rose Pidner - Fórum da Música
· Agmar Abdon – gerente da Unidade de Comércio e Serviços do Sebrae
· Mediação: Nestor Santanna – Secretaria de Estado da Cultura

27/08/2009 – Quinta-feira

13:00 às 14:00 – Credenciamento e abertura
14:00 às 16:00 – Painel 1 - Compreendendo o Direito Autoral no Brasil e no Mundo

Convidados:
· Marisa Gandelman – Diretora executiva da UBC
· Sydney Sanches – Consultor Jurídico da UBC
· Mediação: Fernando Brant - UBC

16:00 às 16:30 - Coffee-break
16:30 às 18:30 – Painel 2 – O criador e seus direitos autorais

Convidados:
· Hildebrando Pontes – Advogado, especialista em Direitos Autorais
· Marcos Vinícius – Presidente da AMAR
· Amaury Marques Júnior – Coordenador do ECAD
· Mediação: Eduardo Casassanta – Advogado. Autor do livro. “Gestão coletiva dos direitos autorais: análise da lei n. 9.610/98"

Após os seminários, acontecem as Noites Fora do Eixo em diferentes espaços da capital. Programação abaixo:

Terça-feira (25/08)
Estúdio Nafta
(Rua Catete, 603 - Barroca - BH / Tel. 3332-1633)
R$ 5 - a partir das 18h
Show: 4instrumental (Fórceps)

Quarta-feira (26/08)
Uzina Restaurante & Lounge
(Rua Grão Mogol 908 - Sion - BH / Tel: 3221-2601)
R$ 3 de couvert e R$ 7 de consumação
Discotecagem com JJBZ e Malibu (Pegada)

Quinta-feira (27/08)
A Obra
(Rua Rio Grande do Norte 1168, Savassi - BH)
R$ 10
Show: Radiotape e Aldan

Informações no 3226.8951 ou ubcmg@ubc.org.br

20 de agosto de 2009

Final de semana agitado

São Paulo

Festa Monstronco

Black Drawing Chalks, MQN e Elma juntos na Monstronco, festa da Monstro Discos com a Tronco, é certeza de uma noite incrível e extremamente pesada e barulhenta. Os shows acontecerão neste sábado, 22 de agosto, no CB Bar, em São Paulo, e a entreda custa só R$ 10.

Estou indo para São Paulo nesta madrugada e é possível que eu apareça por lá, afinal, não é todo dia que dá pra ver essas três bandas juntas.

Serviço:
FESTA MONSTRONCO
Data: 22 de Agosto (Sábado)
Local: CB Bar
Endereço: Rua Brigadeiro Galvão, 871 - Barra Funda
Horário: 19h00
Preço: 10,00
Info: (11) 3666-8971

Ludov
No mesmo dia 22 o Ludov lança seu novo CD, Caligrafia!, terceiro álbum da banda, na Clash. Segue trecho do release do CD:
"Não houve conversas prévias, tentativas de se achar um caminho ou algum tipo de censura antes do processo de criação. Em busca de assegurar essa liberdade, o Ludov viajou para um sítio sem nenhuma canção na bagagem, apenas com o objetivo de criar e gravar, longe de tudo e a partir do nada, as novas canções.

Habacuque Lima, Mauro e o amigo Fábio Pinczowski, sócios no Estúdio 12 Dólares e cúmplices no projeto Liga Leve, assumiram a responsabilidade pela produção do álbum. Decisão fundamental para que o processo fluísse naturalmente, sem aquela pressão vinda do mundo de fora. Depois de ter trabalhado com Chico Neves, produtor renomado de artistas como O Rappa, Skank e Los Hermanos, entre outros, a banda sabia que a cobrança não seria pouca.

Mas, ao se ouvir o produto final, recheado de arranjos inteligentes, de instrumentos inusitados (como ukelele) e harmonias vocais delicadas e bem construídas, difícil não chegar à conclusão de que a banda acertou na sua escolha."


22/08/2009, sábado - São Paulo/SP
Local: Clash Club
Endereço: Rua Barra Funda, 969
Coquetel: das 20h às 23h (no mezanino)
Show: 21h30 em ponto


Belo Horizonte

Savassi MOV
"O Savassi Festival Mov é um seminário e concurso de vídeo que acontece como evento tangenciador do Savassi Festival. O seminário acontece no Café com Letras, entre os dias 19 e 21 de agosto, das 15 às 18h. Neles serão discutidos diversos temas diretamente com o público. Fique atento para programação.

O evento tem como iniciativa de documentar o Savassi Festival e expandir as possibilidades criativas associadas ao festival."



Programação:
19 de agosto | dia 01
> Introdução ao workshop e ao concurso com Hudson Vianna
> Um olhar sobre a produção audiovisual contemporânea com Hudson Viana.
> Pensando e conhecendo o novo paradigma de produção na Web - Novas tecnologias com Alemar Rena.

20 de agosto | dia 02
> Realizadores : Referências, estilos e paradigmas da produção audiovisual moderna (videoclipe, publicidade, cinema, cultura pop) com Tiago Alves e Conrado Almada

21 de agosto | dia 03
> Tecnologias e Estratégias de Produção, Divulgação e Multiplicação na Web - Fabiano Waewell (Finalizador e Desenvolvedor de Tecnologias Interativas ) Thiane Loureiro (Diretora da Edelman Digital para a América Latina)

Lise + L_ar
Segue abaixo o convite enviado pelo grande Daniel Nunes:
"Convidamos todos para as apresentações que faremos dentro do I Festival de Performance em Belo Horizonte.

Eu e Leandro Araújo apresentaremos um set live de música eletroacústica e vídeo em tempo real nesta sexta feira, dia 21/08 às 23h. no Bar do Festival de Performance. O Bar se instala na Gruta, sede da da Maldita Cia.

E no sábado, dia 22, começam nas dependências do Galpão Cine Horto as performances selecionadas para o Festival. Eu e Carlos Paulino, amigo de pesquisas sonoras, apresentaremos uma peça que está em constante pesquisa de sons: "Peça para Vibrafone, computador e Motores".

Programação na Gruta
21 de Agosto – Sexta-Feira – A partir das 22h – Entrada R$ 15,00
Lise + L_ar
Faixa de Gaza
Dj’ Eclético
Endereço Gruta: Rua Pitangui, 3613C, Bairro Horto, Belo Horizonte.

Programação I Festival Performance
22 de Agosto - Sábado - 19h. - Entrada Franca
Lise + Carlos Paulino _ Peça para Vibrafone, Computador e Motores
Endereço Galpão Cine Horto: Rua Pitangui, 3613 - Horto Belo Horizonte - MG

Toque no SXSW e os novos EPs de Joseph Tourton e L.A.B

SXSW
Já estão rolando as inscrições para as bandas interessadas em tocar no SXSW - South By Southwest 2010, festival que reúne cerca de 2.000 bandas em Austin, no Texas (EUA), anualmente. Desta vez, a inscrição deverá ser feita através do site SonicBids, o que resulta em uma taxa de inscrição de $ 30 (que sobe para $ 40 para quem se cadastrar após 25 de setembro). O prazo de inscrições é até 6 de novembro. Mais informações no site do festival.

L.A.BLess a Bullshit
A L.A.B, que recentemente fez uma mini-turnê por São Paulo, acaba de lançar seu primeiro EP, homônimo. A banda mistura eletrônica vintage e indie rock, alcançando um resultando dançante e que vai além das referências óbvias. É uma das bandas que mais prometem para um futuro recente, ainda mais se levarmos em consideração que este é o primeiro lançamento da banda.
Download liberado no site do selo Baritone Records.

A Banda de Joseph Tourton
Outra novidade é o lançamento do EP de estreia da Banda de Joseph Tourton, agora remixado. O download está liberado e, enquanto a banda prepara seu álbum completo, aproveite para conhecer (ou ouvir mais) desta que é uma das melhores bandas na nova geração alternativa brasileira.

19 de agosto de 2009

Transmissor - Primeiro de Agosto

Há cerca de um mês o Transmissor lançou seu primeiro vídeo-clipe, feito para a música "Primeiro de Agosto", presente no ótimo álbum de estreia da banda, Sociedade do Crivo Mútuo (lançado ano passado durante o Stereoteca).

O belo vídeo segue o clima melancólico-gostoso da música e é um dos mais bem-feitos que vi nos últimos tempos.



Direção: Marinho Antunes
Assistente de Direção: Fiel Marques
Direção de Fotográfia: Paulo Polônio
Produção de Arte: Raquel Versieux
Animação: Yannick Falisse e Raquel Versieux
Música: Thiago Corrêa

17 de agosto de 2009

Garota de programa INDEPENDENTE

... para relacionamento sério.

Tinha que sair de Portugal.

Amante profissional
Clique aí na imagem e não deixe de conferir a citação de abertura, tudo a ver com o blog de uma "acompanhante".

15 de agosto de 2009

31 bandas independentes de 31 países: Music Alliance Pact de agosto

Quando entrei para a Music Alliance Pact, nove meses atrás, a rede de blogs era representada por 21 países. Agora, ultrapassamos a ONU em número de integrantes e já são 31 blogs de diferentes países apresentando ao mundo, mensalmente, uma seleção especial da produção musical independente produzida dentro de suas fronteiras (ou fora delas, nos casos de algumas bandas que acabam se formando ou buscando melhores condições fora dos países de origem de seus integrantes).

Desta vez não vou indicar minhas bandas favoritas na coletânea e deixar que vocês as descubram. Faça logo o download de todas elas e depois leia o que escreveram sobre elas, abaixo.

ÁFRICA DO SUL: Musical Mover & Shaker!
LAN - In The City
"Head-bopping, dance-inducing beats are what LAN are about. LAN (Local Area Network) are the live representation of two DJs (CodecVSTheSound). The band formed in late 2008 and are made up of Gerald and Raffael (who are Codec and TheSound) on synths, percussion, vocals and samplers with Chris Slabber on drums. They call their music a mix of anything from 70s funk to booty bass all dropped over the latest electro tunes. With their song In The City showcasing their many influences and what they have to offer, their new material is sure to set the dancefloors alight."

ALEMANHA: Blogpartei
Timid Tiger - Are You Gonna Go My Way (feat. Ludacris & The Notorious B.I.G.)
"Talvez o Timid Tiger seja mais conhecido mundialmente por seus remixes do que por suas próprias músicas. Não é à toa, já que essa cover de Lenny Kravitz é fóda. Então, aproveite-a - só não se esqueça que a banda também é criativa e inspirada em suas músicas autorais, tanto em estúdio como ao vivo."

ARGENTINA: Zonaindie
Baby Scream - Ups And Downs
"Baby Scream is a musical project led by Juan Mazzola, with the ocassional collaboration of friends such as Cristian Basualdo, Sebastián Rubin and even Gilby Clarke's bassist Muddy Stardust. Mazzola writes pop songs with a strong influence from classics like The Byrds, The Beatles and The Replacements. This beautiful acoustic ballad was taken from the album with the same name, released last year in the US by Recording Records."

AUSTRÁLIA: Who The Bloody Hell Are They?
The Frowning Clouds - Time Wastin' Woman
"Geelong boys The Frowning Clouds are so 60s and very fun. Lead vocalist Nick (a dead ringer for George Harrison) and his poncho-wielding counterpart Zack rotate between singing and rhythm guitar duties. The coarse vocals of Zack lend backbone to Time Wastin' Woman, oozing with the sounds of the Stones' early catalogue."


BRASIL: Meio Desligado
Copacabana Club - Just Do It
Justin Timberlake curte a banda. O canal da Fox Brasil usa uma de suas músicas em um comercial. A Folha de S. Paulo fala bem deles. Estão indicados no VMB 2009 como "Revelação do ano". Fizeram show em um puteiro pra gente descolada e, além disso, são bonitos, estilosos e hypados. Precisa de mais alguma coisa para que você ao menos passe a prestar atenção no Copacabana Club? E eu ainda nem falei do som...
Formado por duas gatas garotas e três caras (entre eles um ex-membro do incrível The Ess), a banda lançou em 2008 o EP King Of The Night, do qual "Just Do It" faz parte. Dançante e com levada new rave (a.k.a disco music revisitada), a comparação mais óbvia é com o CSS, mas em vez de comparar é melhor ouvir a banda e tirar suas próprias conclusões.

CANADÁ: I(Heart)Music
Centretown Cripplers - Eat The Bee
"Centretown Cripplers are a seven-piece. I only mention this because they're a garage rock band, and bands in that genre typically have a much more minimalistic approach to line-ups. As Eat The Bee shows, however, in this case size doesn't matter. Centretown Cripplers are loud, raucous, primal... and awesome."

CHILE: Super 45
Mostro - Moha Moha
"Mostro, one of the cornerstones of the Chilean indie music scene, are Carlos and Jaime Reinoso, two mutant brothers who deliver an intense and creative musical experience. Playing, in their own words, "evil pop" with a guitar, drum and small keyboard, they attack you (yes, literally attack you) with a mix of minimal electronica and raw, intense rock that simply knocks you down, just like American duo High Places were when both bands recently shared a stage. Moha Moha, taken from their second LP Consumido Por Pájaros ("Eaten By Birds") is a small appetizer of their genius insanity while we await their third album."

CHINA: Wooozy
Sonnet - A Nice Song
"Sonnet are a disco/indie rock band from Shanghai. As one of the few third rock generation in Shanghai, they've just independently released their second demo S-File. One of the band members is now helping the SOMA indie label host live shows at the Dream Factory venue in their native city."

CINGAPURA: I'm Waking Up To...
Jonathan Chan - Water Line
"Taking a step back from the catchy power-punk of his band Plainsunset, Jonathan Chan comes forward with a more intimate and soulful musical offering with his EP, Pencil Tracings. An illustrator in his own right, Jonathan perhaps did not find it uncomfortable to show a more earnest, intricate side to his music. With Water Line, he seems right at home sketching out a brief outline of the world going by, with a guitar in hand and a somber voice, singing of life's constant love."

CORÉIA DO SUL: Indieful ROK
Sunkyeol - I'll Write When I'm There
"Kyoungmo Kim of Especially When has a new band and their name is Sunkyeol. Equipped with great melodies and a bit of experimentation that leaves a warm, fuzzy feeling, Sunkyeol are currently looking for a label to release their first single. I'll Write When I'm There was co-written and recorded with Joe Hollick of Wolf People in a joint project that never took off."

DINAMARCA: All Scandinavian
Jong Pang - Liar Liar
"Jong Pang aka Anders Rhedin released his lauded debut solo album Bright White Light just last year and already he's got the follow-up ready and out. It's titled Love and it is a magnificent alternative pop-rock effort from which I'm happy to present irresistible first single Liar Liar."

ESCÓCIA: The Pop Cop
My Cousin I Bid You Farewell - What We Are Eating Tonight
"If this song is anything to go by, My Cousin I Bid You Farewell are cooking up something rather tasty. As a statement of intent for a band who have been around for less than a year, it reveals the scale of the ambition from within. It is big and it is clever. The Kate Bush-style piano melody, the brooding guitars and Jonathan Sellar’s haunting vocals - which resemble Win Butler’s - propel What We Are Eating Tonight into an anthem for the restless. Cracking song, cracking band."

ESTADOS UNIDOS: I Guess I'm Floating
Happy Family - Cups
"Baltimore's Happy Family, sandwiched somewhere between Panda Bear and Atlas Sound, are the latest in a group of like-minded lo-fi psych-pop outfits (Memory Cassette, Neon Indian, Washed Out) to be picking up buzz around the blogosphere. Cups is one of my favorite jams of the summer, taken from the recently-released Sound Farm EP which you can grab as a free download here."

FINLÂNDIA: Glue
Astrid Swan - Unrelated
"Earlier this year singer Astrid Swan dumped the piano (and along with it, the dramatically adorned songs) and took the guitar to compose simple, but sincere and personal pop songs that she recorded with a new band, The Drunk Lovers, for her soon-to-be released third album Better Than Wages. There we can find this synth-pop gem about erroneous encounters."

FRANÇA: ZikNation
Mama's Mule - Globe Trotter
"The Mule and Venom met during a studio session in 2007 and they immediatly clicked. For about a year, they kept seeing each other every now and then between concerts, studio sessions, taking the dog out, vacations and soccer games. Meanwhile, Jessy Rakotomanga and Sylvain Moreau pledged allegiance to the secret society. January 2009: tadaaaam. First demo. Three tracks. Viagra for your ears. Just listen."

GRÉCIA: Mouxlaloulouda
Film - Filter
"After a two-year period of experimentation in the studio, Film are releasing their third album. Persona is a dizzyingly beautiful set of delicate atmospheric songs with cinematic aesthetics and a detailed production. It signifies a different, more inviting musical direction that is influenced by the compositions of Vangelis Papathanasiou and summons lush combined voices, pop melodies, electronics, sparse strings and brasses. An album that is best taken from start to finish, where the songs will uncover its manifold delights, endear and impress."

ÍNDIA: Indiecision
Sridhar/Thayil - Bring Me Rain
"The project of theatre actor and singer Suman Sridhar and poet Jeet Thayil, Sridhar/Thayil's lyrical pop takes thematic Indian music sensibilities and combines them with an urban swagger in the vein of early Björk and, occasionally, Tom Waits. Bring Me Rain is a perfect example of their dirty-sexy feel, taking traditional Indian sounds and cooking up something that could work equally well at a nu-jazz club or a grimy bar. Sridhar/Thayil have been around since 2007 and they're currently working on releasing their debut album."

INDONÉSIA: Deathrockstar
The Wispy Hummers - My Love
"The Wispy Hummers is a singer-songwriter who is much influenced by The Zombies, Bright Eyes, Destroyer, Death Cab For Cutie and, above all, Bob Dylan. She has released two EPs, both recorded at home, creating a signature lo-fi quality that makes the songs more honest, heartfelt and nostalgic."

INGLATERRA: The Daily Growl
The xx - Crystalised
"Although they went to the same school as Four Tet and Burial, don't go making too many assumptions about The xx, a group of four teenagers from South London currently making waves in the UK ahead of the release of their debut album later this month. They may share similar influences (dub, R'n'B) but they take their songs in another direction with magnificently minimal production, all of which is done by themselves."

ISLÂNDIA: I Love Icelandic Music
Agent Fresco - Above These City Lights
"Agent Fresco formed in early 2008 with the goal of competing in the Músíktilraunir contest, a sort of Battle of the Bands, which they subsequently won. The quartet write complex songs with lots of rhythm changes and received the Brightest Hope (Best Newcomer) Award at the 2008 Icelandic Music Awards. The band, who released a five-song EP called Lightbulb Universe last December, are currently working on their debut album."

IRLANDA: Nialler9
The Dying Seconds - The Ladder Drops
"To some people electronic music is impersonal. It's just an orgy of numbers, dancing together and doing as they're told. But have you ever wondered what would happen if you took apart the machine and tried to replace the motherboard with a human heart?" The Dying Seconds' own description says it better than I could. This is taken from their 2009 EP Some Grand Romantic Gesture. Lovely stuff. Download their album here."

ITÁLIA: Polaroid
Fitness Forever - Vacanze a Settembre
"It's August, everyone down here is on holiday and Fitness Forever are the perfect soundtrack, with their glamorous sound inspired by Burt Bacharach, Armando Trovajoli and classic 60s lounge-pop. They recently released their first album on the Spanish label Elefant Records and played a joyful set at the Indietracks Festival in the UK, making Derbyshire feel warm like a Mediterranean spot."

JAPÃO: JPOP Lover
Nuito - NeKoMaJiN vs
"Nuito are a post-rock experimental trio who formed in Kyoto in 2004. With tapping guitar, slap bass and hard drum, Nuito rapidly change beat and rhythm while they play, and make an immediate impression. Their experimental attitude is not about musical destruction or collaboration, but reconstruction."

MÉXICO: Club Fonograma
Selma Oxor - Abrazame Demonio
"Selma Oxor are the vindication of a youth spent having fun exploring rock, techno and pop, an all-in-one distorted vision that according to their MySpace sounds like "a cow giving birth". From their self-titled debut album comes Abrazame Demonio, a moment of useless exertion perhaps, but it's one of the few perfect songs we'll get to hear this year. It effectively transforms noisy punk into some kind of urban uprising."

NOVA ZELÂNDIA: Counting The Beat
Sora Shima - Hello Big Sky (Radio 909 remix)
"Sora Shima are a four-piece instrumental group from Hamilton who specialise in the kind of start quiet, end apocalyptic epics that you hear from the likes of Explosions In The Sky or fellow countrymen Jakob. Hello Big Sky is from their third EP, Destroy Electronica. You'll find links to free downloads of the previous two releases on their MySpace. The five tracks on Destroy Electronica see the band experiment more with the form, adding variety but losing none of the power."

NORUEGA: Eardrums
Casa Murilo - 19th Floor
"Casa Murilo are the perfect band to present on a global project like MAP. They are based in Norway, originally from England and started making music together in Brazil. Two Englishmen, Chris Winfield and Dan Hesketh, met, lived and worked in Brazil for two years. They fell in love with two Norwegian girls. They moved to Oslo and started a band, Casa Murilo, with two Norwegian friends. They are currently in the studio recording their debut EP, The Waldemar Thranes Debacle."

PERU: SoTB
Serpentina Satelite - Nothing To Say
"Serpentina Satelite formed at the end of 2003 in Lima. Their sound oscillates among calm, violence and ecstasy, in the spirit of space-rock and Krautrock. Their second record Nothing To Say, released on the Trip In Time label, is an extended five-track epic in which Serpentina Satelite bring us a turbulent and more powerful, rough sound. For the title track Nothing To Say, you better fasten your seatbelts - this is a high energy rock 'n' roll freak-out!"

PORTUGAL: Posso Ouvir Um Disco?
Ölga - It's Alright
"Ölga formed in 2001, as a quartet, from the ashes of another band. In 2003, they won an alternative rock contest and were invited by an indie label to release their first EP, Ö, in 2004. Their cello player left the band and their sound, as a trio, became more rock oriented. Their first LP, What Is, was released in early 2005. In 2007, they started recording their new record, La Resistance, which will be released in September. It's Alright is the first single and it is, at this time, only free and legally downloadable through the Music Alliance Pact."

ROMÊNIA: Babylon Noise
The :Egocentrics - Mystic Initiation
"Loose jams, goosebumps, trance and therapy. These are the reasons why the three-piece instrumental band formed in Timisoara in early 2007. Combining stoner-rock vibes, 60s psychedelic, 70s rock 'n' roll with hints of old prog rock and post-metal - along with colourful, hypnotising visuals in a live setting - the band take an almost shamanic approach to music, acting like an intermediary between the listener and that mysterious and far away realm behind your eyelids."

SUÉCIA: Swedesplease
Erik de Vahl - Running
"Erik de Vahl describes his new record as "the straightest pop songs I've ever done but also some more experimental pieces". You can hear both influences on the single song Running. It has a Memphis slow jam feel with instrumentation that reminds me of a classic Ann Peebles track, but it's layered in such a way with so many found sounds and samples that it does sound truly experimental."

VENEZUELA: Barquisimeto Musical
Mr. Swing & The Bongo Clan - Mi Camino
"Mr. Swing & The Bongo Clan are a new band that gathers nine talented musicians from the Conservatory of the City of Barquisimeto, the same place where the famous music director Gustavo Dudamel came from. After almost 10 years of work, these guys released their debut album Ska*Jazz Venezolano, merging two musical genres with a wonderful result. Mi Camino shows the real soul of this band."

Download de todas as músicas em um único arquivo aqui