Pesquisar este blog

Carregando...

6 de outubro de 2009

Jornalismo bebum terceiro-mundista: o retorno

Jornalismo gonzo é para burgueses, bem-vindo ao (retorno do) jornalismo bebum terceiro-mundista (ou uma explicação sobre a razão das coisas serem mal-feitas na internet enquanto você se diverte)!

Tudo começou em uma bela noite de terça-feira (também conhecida como exatamente uma semana atrás), quando salvei meus companheiros de pós-graduação de uma entediante noite em um show de jazz estimulando-os a se embebedar no recém-aberto bar da Devassa em BH. A turma (que mais tarde viria a se chamar "Turma do amendoim", por motivos que eu só poderia contar se criasse um blog como esse) foi toda serelepe rumo ao bar que, mais tarde descobrimos, estava aberto apenas para convidados naquela noite. Tentei usar minha influência com o porteiro ("Mas eu sou blogueiro, porra!"), mas de nada adiantou.

Excitados pelo álcool da mesma forma que geeks ficam ao perceber a possibilidade de falar em público sobre como O Guia do Mochileiro da Galáxia é legal e bla bla bla, a descontrolada Turma do Amendoim partiu em direção ao boteco mais próximo que não tivesse pessoas de chapéu empunhando violões ou pessoas de dreadlocks.

Daí pra frente, uma série de acontecimentos que poderiam ter saído da mistura dos pensamentos de Bukowski, Finatti, Cronenberg e Frotinha fizeram com que este blog se tornasse temporariamente uma merda e eu me sentisse em uma letra do Lou Reed.

Se alguém me pagasse para saber da minha vida eu poderia descrever os mínimos detalhes que permanecem em minha mente. Como isso não acontece (ainda), manterei o foco no tema principal do blog.

Eu poderia simplesmente terminar alguns dos textos que estão salvos como rascunho e publicá-los com datas passadas na maior cara de pau, mesmo eles se referindo a eventos que já aconteceram. Essa é uma das vantagens da internet: poder fingir ser o que você não é, poder fingir ter feito o que você não fez.

Mas, como todos sabem, tenho um coração de ouro e não poderia fazer isso. Da mesma forma, é de uma sacanagem fudida eu ter levado um grande tempo me preparando para escrever sobre determinados assuntos que ficaram pra trás e simplesmente abandoná-los.

Como não faria muito (ou nenhum) sentido publicá-los em posts isolados, colocarei todos os assuntos sobre os quais pretendia escrever abaixo, separados por recursos imagéticos de diferenciação epistemológica (que alguns chamam de "cores diferentes").

Superdemo Digital
Prévia do festival que volta repaginado anos depois de sua última edição.
De acorco com o material de divulgação, "o Superdemo ficou famoso por ter contribuído para a revelação de bandas como Planet Hemp, Raimundos, O Rappa, Pato Fu, Skank, Marcelo D2, Chico Science e Nação Zumbi, Gabriel O Pensador, etc. e integrou o grupo de importantes festivais dos anos 90 como o Junta Tribo de Campinas e o Abril Pro Rock".


O Mundo é um festival...

... e acontece pela quinta vez em João Pessoa, Paraíba, entre os dias 24 de setembro e 24 de outubro.

PROGRAMAÇÃO

- Exposição Coletiva Mundo:
De 24 de setembro a 24 de outubro, na galeria da Usina Cultural Energisa.
Artistas: Alessandro Potter, Aline Buttermuller, Ana Isaura, Cristina Carvalho, Dani & Cris, Felipe Spencer, Gabi Adlof, Igor Tadeu, Krysna, Luana Neiva, Manoel Fernandes, Rafael Passos, Raphael Volleseele e Thiago Verdeee.
Curadoria: Fabbio Queiroz
Vernissage dia 24 de setembro às 20h.


- Debates:

Sábado (03/10), 14h, na sala multimídia da Usina Cultural Energisa:
Música Para Baixar - Cultura Livre e Redes Associativas
Mesa: Pablo Capilé, Chico Correa e Karine Lima
Mediador: Rodrigo Barbosa (G/LUG-PB)

Domingo (04/10), 14h, na sala multimídia da Usina Cultural Energisa:
Autogestão e Circulação no Circuito Independente
Mesa: Paulo André e Fabrício Ofuji.
Mediador: Arthur Pessoa

- Palestras:

Sábado (03/10), 14h30 na sala 01 do Espaço Cultural José Lins do Rego
Palestra: Produção e mercado cultural – dicas para um produtor cultural
Palestrante: Josenilton Tavares

Segunda (05/10), 14h na sala 04 do Espaço Cultural José Lins do Rego
Palestra: Projetos Culturais, onde procurar?
Palestrante: Representante do Ministério da Cultura


* Mostra de áudio-visual “Tintin Mostra Mundo”:

Sábado (03/10) na sala multimídia da Usina Cultural Energisa: Mostra Nacional - Monstros e maníacos do 3º mundo

Behemoth (Carlos G. Gananian – SP), Boi da Cara Preta (Arthur Lins e Ely Marques – PB), A Menina do Algodão (Kleber Mendonça Filho – PE), Vinil Verde (Kleber Mendonça Filho – PE), Tropel (Eduardo Nunes – RJ), Wragda (Frederico Cardoso), Amor só de mãe (Dennison Ramalho – SP), Nocturnu (Dennison Ramalho – SP), Fragmentos de uma vida (Peter Baiestorf – SC).

Domingo (04/10) na sala multimídia da Usina Cultural Energisa: Mostra Internacional - O mundo é dos pérfidos e dos zumbis atormentados
O pêndulo, o poço, a esperança (Jan Svankmajer – República Tcheca), The last theft (Jiri Barta – Reopública Tcheca), Videoclipes (Crhis Cunningham – Inglaterra), Harvey (Peter McDonald – Austrália), O demônio (Kihachiro Kawamoto – Japão), Passé sous silence (Mathieu Berthon – França), The alphabet (David Lynch – EUA), Elevated (Vicenzo Natali – Canadá), Frankstein ( J. Searle Dowley – EUA).

* Oficinas:

Segunda (05/10), 9h na sala multimídia da Usina Cultural Energisa:

Oficina de Dj'ing
Ministrante: Dj Nelson (França)
14h - na sala multimídia da Usina Cultural Energisa:

Oficina de Beatboxing
Ministrante: Eklips (França)

Terça (06/10), 9h na sala multimídia da Usina Cultural Energisa:

Oficina de Light Painting
Ministrante: Marko 93 (França)

Shows:

Sábado (03/10), 16h na tenda música da Usina Cultural Energisa:
R.I.D
Soturnus
Dissidium
Cerva Grátis
Distro (RN)
The Baggios (SE)
Sacal
Burro Morto
Eklips, Dj Nelson e Marko 93 (FRA).

Domingo (4/out), 16h na tenda música da Usina Cultural Energisa:
Blue Sheep
Malaquias em Perigo
Nublado
AMP (PE)
Black Drawing Chalks (GO)
Chico Correa & Eletronic Band
Guizado (SP)
Mundo Livre S.A. (PE)

Ingressos:
R$8 antecipado, R$10 bilheteria, R$15 pacote para os dois dias e Meia-social – R$6 + 1kg de alimento não perecível.
Ingressos antecipados nas lojas Moinho (Manaíra Shopping e Shopping Sul), Música Urbana(Centro) e Espaço Mundo (Centro Histórico).


Mini-circuito Azucrina Noise
Mais uma ação foda do coletivo Azucrina.

Nenhum comentário :