Pesquisar este blog

Carregando...

23 de junho de 2009

Coincidências?

"Não tem nada de ruim acontecendo. Só de ter desmoronado o que já estava construído há anos é um ganho. As coisas acontecem em ciclos. Começa com um cara tocando uma música legal e alguém querendo ajudar. Esse alguém monta uma empresa para lançar aquele artista. Aí o negócio vai crescendo, começa a abranger mais gente. Vai ficando tão grande que chega uma hora que quem está no poder não é mais aquele cara que gosta de música — ele já partiu para outro empreendimento. No seu lugar entra alguém que veio do marketing, que não tem nada a ver com a arte. Foi o que a gente viveu na indústria da música. Poucas pessoas que amavam a música estavam envolvidas com o negócio".

Engraçado ler a fala do produtor Carlos Eduardo Miranda, publicada na revista Bravo! deste mês, justamente no momento em que o MySpace Brasil (e outras representações internacionais da empresa) estão próximas de fechar.

Some a isso as férias coletivas no Yahoo! e a saída dos fundadores do Last Fm e temos um cenário não muito favorável ao mercado digital.

E para quem estiver interessado no futuro do MySpace, eis alguns links interessantes:
Após menos de dois anos, MySpace vai fechar escritório no Brasil
MySpace Brasil fecha as portas
Funcionários do MySpace confirmam fim na web
O MySpace diz quase nada, mas Twitter e e-mails confirmam fechamento
Fundadores deixam o comando do MySpace

Nenhum comentário :