Pesquisar este blog

Carregando...

14 de junho de 2008

O fim do Meio Desligado

O Wagner, do Grito, costuma me perguntar como eu consigo fazer tantas coisas ao mesmo tempo. A Juliana, minha ex-namorada, falava que eu iria ficar com cara de computador. Meus pais dizem que eu tenho que parar um pouco ou vou ficar doente. Este semestre, quase terminando meu curso de jornalismo, estou correndo o risco de, pela primeira vez, repetir alguma(s) matéria(s)...

Por esses e outros motivos, uma mudança importantíssima será realizada. O Meio Desligado chega ao fim! Sim. É o fim do blog neste formato que vocês conhecem. A partir de agora ele vira o Meio Desligado... versão fotolog!!!. Hahaha. Já que não tenho mais tempo para escrever textos relevantes, prefiro acabar com tudo.

No entanto, antes da mudança, alguns acontecimentos das últimas semanas têm que ser comentados (brevemente, porque não estou com ânimo).

► O Seminário Prático da Música foi muito bom. Muitas pessoas participaram dos quatro dias e o principal tema dos debates foi alternativas e soluções para o desenvolvimento da cena musical independente mineira. Ficou claro que muitas pessoas estão interessadas em começar a se organizar e trabalhar de forma coletiva, apesar de, na maioria, ainda estarem um pouco perdidas ou despreparadas em relação às formas de ação. De qualquer forma, passos importantes estão sendo dados.

► Um desses passos foi a realização do festival OutroRock, que durante dois dias reuniu algumas das principais bandas de rock independente de Belo Horizonte em praça pública e também promoveu uma festa no Matriz com as bandas Nuda (PE) e Fusile e vários DJs. A cobertura do OutroRock você lê no Fora do Eixo e no Estado de Minas. Sobre a festa, leia no Movin' Up.

► Outra iniciativa importante para a cena belo horizontina é o festival BH Indie Music, que aconteceu ontem e hoje no Matriz, com 18 bandas que se inscreveram para participar e articular ações no underground da capital.

► Ainda sobre a cena mineira, aconteceu nesse final de semana a terceira edição do festival Udi Rock Scene, em Uberlândia, com Matanza, Krisiun, Caffeine e várias outras bandas mineiras.

► E em Montes Claros estão abertas as inscrições para outro festival, o Pequi Rock.

► E eu já contei que tem link no Globo para o Meio Desligado? Pois é.

► Voltando ao seminário, em seu segundo dia também teve show do monno no Stereoteca. E foi excelente. Sempre comentava que a banda era melhor em estúdio do que ao vivo, mas agora parece que esse problema foi resolvido. Também foi a primeira vez que os vi tocando com uma aparelhagem decente, em um teatro, e tanto as músicas novas como as antigas funcionaram muito bem.

► Já faz um tempinho que aconteceu o Bananada 2008, mas quem ainda quiser saber como foi, está aqui a cobertura super bem feita pelo Pop Up!.

►Mais sobre festivais? Muse confirmadaço no Porão do Rock (onde minha presença é garantida, ao lado da Alê), junto do Matanza, Cachorro Grande e Suicidal Tendencies (USA). Dias 2 e 3 de agosto.

► Uma semana depois começa a versão "mega" do festival Calango, com Hurtmold, Curumim, Supercordas, Pata de Elefante, Cabruera, Cascadura, Mamelo Sound System e os gringos Papier Tigre (França) e El Mato a un Policia Motorizado (Argentina). De 5 a 10 de agosto, em Cuiabá.

Vou ali cuidar da minha vida, me formar, tentar ganhar algum dinheiro, meditar em busca do nirvana e refletir sobre a existência humana. Depois, talvez eu volte. Enquanto isso, o idiota continua...

8 comentários :