30 de janeiro de 2008

Carnavais...

Carnaval que se preza já começou ou, no máximo, tem início amanhã. Quem foge da tradição de escolas de samba, blocos caricatos, trios elétricos e afins, mas ainda mantém esperança em manifestações coletivas, sabe (ou deveria saber!) que uma das melhores opções este ano é o Grito Rock, festival coletivo que acontece em quase 50 cidades do Brasil e outros países da América Latina. Dependendo de qual cidade você mora, a programação do festival pode ser uma completa merda ou pode ter algumas bandas excelentes (viva a diversidade!).

Em São Paulo, temos a última edição do Carnaval Revolução; em Recife, mais um Rec-Beat; em Curitiba, o Psychobilly Festival; em Belo Horizonte, Invasão de One Man Bands; e por aí vai. Opções diversas estão aparecendo, basta tentar se manter informado e procurar por aquela com a qual você mais se identifica.

Carnaval 1976, por Rodrigo Viana
Tendo em vista esse "carnaval plural" composto por diversas manifestações e experiências singulares de cada indivíduo é que um grupo de blogueiros em Belo Horizonte resolveu fazer uma blogagem coletiva hoje, dia 30 de janeiro, sobre o carnaval.

Das divagações sobre realidades sociais e alienação provocada (ou potencializada) pelo carnaval redigidas pelo Luiz à poesia-de-links da Flávia, passando pela beleza literária do texto da Lud (que intimidade é essa?) e a pesquisa de sambas-enredo que valorizam a "mineiridade" feita pela Júlia, temos apenas uma pequena amostra do que é o carnaval no Brasil e, assim, um minúsculo (minúsculo meeesmo!) retrato do que somos nós, brasileiros.