Instagram

28 de setembro de 2007

vencedores da promoção Festival Garimpo

Apesar do pouquíssimo tempo (dois dias) para participar da promoção dos ingressos para o Festival Garimpo, recebi nada menos que 16 emails de pessoas interessadas em ir de graça ao evento. Isso sem contar os inúmeros amigos e conhecidos que chegaram dizendo "pôxa, passa pra mim!".

No fim das contas, o nível dos emails foi mediano, muita gente sequer mandou o nome completo. Para definir os vencedores, acabei escolhendo uma resposta mais séria e outra que achei bem engraçada. Abaixo você confere os nomes dos vencedores e suas respectivas respostas.

Nathan Starling
"Olá. Todas as bandas participantes são importantes, pois cada uma possui uma sonoridade bem peculiar, o que contribui para que o festival possa divulgar e reforçar a cena musical independente do país de um modo amplo e instigante."

Juliana Gomes
"As que mais quero ver são Montage e UDR. A primeira, pra apertar a bundinha do Daniel, dizer `me come!' e ver a reação dele (além de dançar). A segunda, pra dizer que eles são feios pra caralho mas tem um lugarzinho no meu coração (e também dançar)."

As instruções de como retirar os ingressos foram enviadas para os emails dos vencedores. Aos demais, valeu pela participação e não fiquem tristes, já estamos preparando a próxima boiada gratuita via Meio Desligado...

26 de setembro de 2007

promoção Festival Garimpo: ganhe ingressos

Atenção! Atenção! O patrão enlouqueceu e está sorteando ingressos para o Festival Garimpo! Quem quiser ir de graça ao festival no sábado, dia especial de sua programação, deve enviar um email para "gastonleine@gmail.com" com o assunto "Garimpo" e dizer quais bandas mais lhe interessam no festival e o motivo. Não esqueçam de colocar o nome completo e o telefone no email também.

Dois pares de ingressos serão sorteados e os vencedores serão divulgados na sexta-feira.

No sábado, tocam no Garimpo ninguém menos que:
Vanguart (MT)
Montage (CE)
Macaco Bong (MT)
Terminal Guadalupe (PR)
Monno (MG)
UDR (MG)
PROA (MG)
Esquadrão Atari (MG)
Estrume'n'tal (MG)
Leandro Ferrari (MG)

cobertura dos festivais: Jambolada, Mundo, Se Rasgum no Rock, Coquetel Molotov

Como era de se imaginar, a pobre equipe do Meio Desligado não teve grana (ou tempo) para viajar pelo país e cobrir os diversos festivais independentes que aconteceram nas últimas semanas, com exceção do Calango e do BPM. Mas nem por isso deixaremos você na mão! Abaixo está uma seleção de sites que escreveram sobre estes festivais, para que você tenha uma idéia de como foram os eventos e perceber, mais uma vez, o quanto somos bacanas (e sem essa bobeira de não linkar para os sites "do mesmo estilo", com medo de perder audiência. Tsc tsc).

Móveis Coloniais de AcajuPara começar, diversas fotos do Jambolada estão na página do Alto-Falante no MySpace, como esta que você vê ao lado, feita durante o show do Móveis Coloniais de Acaju. Também rolaram textos na Dynamite e no Pílula Pop.

Sobre o No Ar Coquetel Molotov, você também pode ler um texto bem mixuruca na Dynamite ou se informar de verdade com os textos do Pílula Pop e do ótimo Pop Up! (parte 1 e parte 2). Aliás, neste último, o Bruno Nogueira também escreveu um puta texto sobre o coletivo Coquetel Molotov, responsável pelo festival.

O texto sobre o Festival Mundo da Dynamite está bacana e a melhor cobertura do Se Rasgum No Rock que encontrei foi a do El Cabong (ótimo blog), dividida em três partes (1, 2, 3).

25 de setembro de 2007

rádio Meio Desligado #02: especial Festival Garimpo

Festival GarimpoEm meio ao aquecimento para o Garimpo, que começa nesta quinta-feira, nosso segundo podcast é especial, apenas com bandas que irão se apresentar no festival.

Seguindo o conceito da nossa "rádio", no qual cada programa é disponibilizado através de um site/serviço diferente, desta vez utilizamos o Odeo, já conhecido por quem costuma ler o Meio Desligado (dê uma olhada no tocador da barra lateral).

Você pode simplesmente ouvir no tocador abaixo ou fazer o download das músicas. Para facilitar, estão marcados os momentos em que começam e terminam cada uma das canções.



1. Terminal Guadalupe - Pernambuco chorou [00:00 / 03:36]
2. Montage - Raio de fogo [03:36 / 07:43]
3. Monno - Agora [07:42 / 11:23]
4. Lucy and the Popsonics - Coração empacotado [11:22 / 13:28]
5. UDR - Bonde da orgia de travecos [13:28 / 17:29]
6. Wander Wildner - Eu tenho uma camiseta escrita eu te amo [17:28 / 20:49]
7. The Dead Lover's Twisted Heart - Hey babe (have you ever been in hell) [20:44 / 22:40]
8. Macaco Bong - Bananas for you all [22:38 / 30:59]

24 de setembro de 2007

anomalia cultural

Vários festivais, shows, cursos e outras atividades culturais deste final de semana impediram que os novos textos especiais ficassem prontos. Ao menos agora você sabe que se até hoje ainda não colocamos nada de novo (faz quase uma semana), é por um bom motivo.

Só para ter idéia, sábado teve Sepultura, Mix Hell (coincidência?), Festival BPM, Anima Mundi, curso fodão de cinema no Palácio das Artes, Nação Zumbi...

18 de setembro de 2007

Festival Garimpo de Música Independente

Belo Horizonte entra definitivamente para o circuito de festivais de música independente com o Garimpo, que acontece entre 27 e 29 de setembro e traz à capital alguns dos nomes mais promissores da música alternativa nacional. Organizado pelo Alto-Falante em parceria com A Obra, em meio às comemorações dos 10 anos de ambos, o festival terá como palco a própria Obra, o Teatro Dom Silvério e a casa de shows Lapa Multshow.

Para quem ainda não conhece, o Alto-Falante é um programa sobre música, produzido pela Rede Minas e retransmitido para todo o Brasil através da TV Cultura. Já A Obra, é simplesmente o melhor local da capital mineira para se ouvir rock e ver bons shows alternativos.

Daniel, vocalista do MontageO Garimpo (mesmo nome do bloco do Alto-Falante dedicado às novas bandas do cenário independente) começa no dia 27 de setembro, quinta-feira, com um show acústico do ícone punk-brega Wander Wildner, em apresentação especial no Teatro Dom Silvério (R$12). Segundo o site de Wildner, será um show dedicado "aos clássicos do rock em versões para acampamento", em parceria com o guitarrista Sérgio Serra (Ultraje a Rigor). No mesmo dia tocam n'A Obra (R$10) as bandas mineiras The Dead Lover's Twisted Heart, Carolina Diz e Porcas Borboletas.

Na noite seguinte, sexta-feira, os shows acontecem n´A Obra (R$10), onde tocam Julgamento, Paralaxe, Roger Moore e a elogiada dupla electro-punk Lucy and the Popsonics (DF). Para fechar o festival, a melhor noite da programação acontece no sábado, no Lapa Multshow (R$12), com apresentações das ótimas bandas cuiabanas Vanguart e Macaco Bong, mais Terminal Guadalupe (PR) e os mineiros do Valv (em seu show de retorno após um considerável tempo parado), Monno, U.D.R, Esquadrão Atari, Estrume´n´tal, PROA e Leandro Ferrari, além do Montage (CE), atualmente um dos melhores shows do país.

Programação completa:

27/09. quinta-feira
>> Teatro Dom Silvério. R$ 12. Início às 21h.
Wander Wildner e Sérgio Serra
>> A Obra. R$ 10.
23:30. dead lover's twisted heart
00:30. carolina diz
01:30. porcas borboletas

28/09. sexta-feira
>> A Obra. R$ 10.
23:00. julgamento
00:00. roger moore
01:00. paralaxe
02:00. lucy and the popsonics

29/09. sábado
>> Lapa Multshow. R$ 12 adiantado, R$ 15 na hora.
Palco 10 anos.
20:00. terminal guardalupe
21:00. valv
22:00. estrume'n'tal
23:00. macaco bong
00:00. monno
01:00. vanguart
02:00. montage
Palco Sol.
21:30. leandro ferrari
22:30. esquadrão atari
23:30. u.d.r
00:30. proa

Locais:
A Obra - Rua Rio Grande do Norte, 1168. Savassi.
Lapa Multshow - Rua Álvares Maciel, 312, Santa Efigênia
Teatro Dom Silvério - Av. Nossa Senhora do Carmo, 230. Sion.

Mais info: festivalgarimpo.com

Ps.: você pode ouvir Vanguart, Montage, Monno, U.D.R e Esquadrão Atari no player disponível na barra lateral.

17 de setembro de 2007

Festival BPM 2007

Em março, escrevi que Belo Horizonte estava se tornando uma cidade diferente e que iniciativas interessantes transformavam os ambientes em que estão situadas. Recentemente, conversando com o pessoal do Constantina, o mesmo pensamento veio à tona. Alguém da banda lembrou de como criticavam a cidade por não ter nada de interessante e que este ano as coisas pareciam estar começando a acontecer. Para reforçar esta idéia, no final do mês teremos a primeira edição do festival Garimpo, em novembro o Eletronika está de volta e na próxima semana começa a "versão completa" do Festival BPM - Beats por Mineiros, objeto do já citado texto de março.

Conforme dito pelo DJ Tee,
um dos organizadores do BPM, em entrevista previamente publicada no Meio Desligado, o festival não deve ser visto como exclusivamente de música eletrônica, mas sim como um espaço para os sons "com alguma relação com a música eletrônica". Esta opção reflete-se na programação, que inclui bandas como Paralaxe e Esquadrão Atari, marcadas pela fusão entre sons eletrônicos e orgânicos.

O BPM divide-se em três finais de semana e três locais diferentes, escolhidos de acordo com o estilo predominante em um determinado dia. Começa em 22 e 23 de setembro, no Teatro Dom Silvério, com as noites "indie" e "grooves". No dia 6 de outubro a noite "techno is coming back" tem como palco o Deputamadre. Para finalizar, em 19 de outubro A Obra recebe as atrações mais experimentais e no dia seguinte o fechamento se dá novamente no Deputamadre, ao som de muita eletrônica.

Interessados em descobrir mais sobre o Beats por Mineiros podem ler a matéria sobre ele ou acessar o site oficial, festivalbpm.com.br (aconselho fazer as duas coisas!).


Sábado, 22 de setembro, no Teatro Dom Silvério. R$ 10, inteira.
20h. Indústria de Plástico (MG)
21h. Fusile (MG)
22h. Paralaxe (MG)
23h. Lavoura Eletro (SP)

Domingo, 23 de setembro,
no Teatro Dom Silvério. R$ 5, inteira.
18h. Mana Lounge (MG)
19h. Alexei (MG)
20h. Curumim (SP)
21h. Isaac Varzim (PR)

Sábado, 6 de outubro, no Deputamadre. R$ 10, feminino, R$ 20, masculino.
22h. duduart (MG)
01h. 3nity (MG)
02h. Monk Ponk (ES)
03h. Delta W (DF)
04h. Clickbox (SP)
05h. Alvinho L Noise (MG)

Sexta, 19 de outubro, n'A Obra. R$ 10.
22h. Aglomerado (MG)
00h. Esquadrão Atari (MG)
01h. Roger Moore (MG)
02h. Zambê Simbora Live (RJ)
03h. Bob Elétrico (SP)

Sábado, 20 de outubro, no Deputamadre. R$ 10, feminino, R$ 20, masculino.
22h. Nedu Lopes (MG)
01h. Arrebite (MG)
02h. Nyllon (PR)
03h. Minima (SP)
04h. Menorah (MG)

Sobre os locais:
Teatro Dom Silvério - Chevrolet Hall.
Av. Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi.
Deputamadre.
Av. do Contorno, 2028, Floresta.
A Obra.
R. Rio Grande do Norte, 1168, Savassi.

Mais info: festivalbpm.com.br

Mugg esta noticia

12 de setembro de 2007

Calango 2007: cavando a cova do mainstream

O termômetro no centro de Cuiabá indicava 40 graus em plena tarde de inverno. No bairro do Porto, becos estreitos e escuros abrigando bêbados, traficantes e prostitutas levavam ao Museu do Rio, onde seria realizada a quinta edição do Calango - um dos quatro maiores festivais independentes do país. O cenário desbotado e o clima insuportável faziam jus ao carinhoso apelido de "Inferno" ganhado pela cidade, que estava literalmente cercada pelo fogo que consumia matas nas cidades vizinhas.

Ao todo, cerca de seis mil pessoas enfrentaram o nada hospitaleiro bairro do Porto para ver 47 bandas independentes de todas as regiões do país durante os três dias de festival; isso em uma cidade de pouco mais de 500 mil habitantes e que ainda abrigava um evento de música popular no mesmo final de semana. "Em São Paulo as pessoas levam tudo mais na brincadeira porque é comum rolar essa movimentação. Nesses lugares que estavam fora do eixo e não tinham um histórico eles estão construindo tudo rapidamente e isso se deve a organização e a seriedade que as pessoas têm", arriscou Daniel Belleza tentando traduzir o que ocorre em Cuiabá. Com o show marcado apenas para domingo, ele circulou entre o público todos os dias de festival, além de ser figurinha fácil nas noites cuiabanas. "Eu venho direto. Acho que foi amor à primeira vista. Eu gosto muito daqui, as pessoas são legais e o público é muito interessado no seu trabalho", justificou.

Embora aconteça durante três dias, o Calango só começou de verdade no sábado, já que na sexta o que se viu foram apresentações medianas de bandas como Debate (SP) e Rockfelers (GO), enquanto bandas que não empolgariam nem festa de aniversário de amigos criaram uma expectativa nada animadora para os próximos dois dias. No sábado, porém, a história foi outra. Apesar de não ter chegado a tempo de ver o show da inclassificável Seminal, de São Paulo (uma semana depois a banda liderava com 30% dos votos uma enquete na comunidade do Calango no Orkut como o show "de fora" preferido do público), vários shows valeram o sacrifício de deixar o ar condicionado do hotel para enfrentar as chamas do inferno.


Os cariocas do Manacá surpreenderam com um show melhor que suas gravações em estúdio e a tentativa de fazer rock bebendo na fonte da MPB e da música folclórica funcionou bem ao vivo, gerando expectativas sobre a banda, formada há apenas um ano e meio. O rock de pegada pop do Terminal Guadalupe (PR) por si só já valeria a noite de sábado. Influenciados por britrock, o grupo apresentou as canções do seu último disco, "A marcha dos invisíveis", recheado de potenciais sucessos cantados em coro por boa parte do público. Já de madrugada, foi a vez dos cuiabanos do Macaco Bong mostrarem porque são, ao lado do Vanguart, o maior nome da música cuiabana. O trio instrumental apresentou seu já conhecido repertório hipnotizante que será gravado em disco no final do ano. A noite ainda reservava um grande show do Movéis Coloniais de Acajú (DF), que conseguiu acordar o público exausto às quatro horas da manhã com uma apresentação enérgica, que terminou com a platéia de mãos dadas formando uma roda enquanto os músicos desciam do palco e tocavam no meio da pista.


De longe o melhor dia do Calango, o domingo já começou com o Skarros (MT) conseguindo fazer o pequeno público moshar com seu hardcore à lá Ratos de Porão ainda às sete da noite. Mas a primeira banda a realmente chamar a atenção foi o Quarto das Cinzas (CE). Com um som baseado em trip hop e MPB o trio, que usa bateria eletrônica, conta com o belo vocal da atriz Laya Lopes, que mais tarde ainda daria as caras no show dos conterrâneos do Montage.

Experiência inigualável dentro do Calango foi o show de Daniel Belleza e os Corações em Fúria. Contando já de cara com a participação de Bruno Kayapy, guitarrista do Macaco Bong, na primeira música, a banda conseguiria levar boa parte do público ao êxtase sem fazer muito esforço, mas mesmo assim eles fizeram. Vestido com uma fantasia bizarra, Daniel foi aclamado como um popstar e conseguiu juntar cada vez mais gente em frente ao palco. "Nós não tocamos para fotógrafos, nem para imprensa" gritou antes de conclamar o público a arrancar as grades de proteção e se aproximar do palco - ordem atendida imediatamente pelos fiéis que deixaram os seguranças completamente desnorteados e espantaram boa parte da imprensa do local. Depois de restabelecer parcialmente a ordem, os seguranças ainda tiveram que socorrer Daniel de um tombo após escorregar em um amplificador e se arrebentar no chão bem em frente ao público que o agarrou pela trança. Mais hilário que isso, só mesmo o jornalista Humberto Finatti bêbado no palco tentando participar do show.

Por mais que as próximas bandas tentassem, estava claro que ninguém alcançaria uma performance tão bizarra, engraçada e que contasse com tanta resposta do público. O estrago feito por Daniel acabou prejudicando o show seguinte, dos cuiabanos do Boneca Inflável, que foram recebidos mais friamente. Mas o Calango havia reservado um headline perfeito para sua última noite com shows seguidos de Montage, Patife Band, Vanguart e Tequila Baby, o que tornava impossível não se contagiar novamente.

A dupla cearense do Montage enfileirou um sucesso atrás do outro de seu electro rock e avisou que está de malas prontas para uma turnê européia entre novembro e dezembro. Reflexos do CSS? "São caminhos diferentes. Eles tiveram a sorte de assinar com o selo do Nirvana e fechar uma turnê com o Diplo. A gente teve que juntar dinheiro pra viajar. É uma história completamente diferente", explicou o vocalista Daniel Peixoto antes de manter relações libidinosas com a caixa de retorno no palco.

O trio Patife Band (PR) apresentou seu punk rock experimental e rebuscado a um público que, em boa parte, era mais novo que a própria banda, formada em 1983. O grupo, no entanto, convenceu e deixou muita gente se perguntando como nunca tinha ouvido falar dele. Já de madrugada, o show mais aguardado da noite. O Vanguart, que acabava de lançar seu primeiro álbum na revista Outra Coisa, fez todos cantarem juntos hits do cenário independente como "Semáforo", que contou com uma invasão de vários outros músicos no palco. Nem mesmo os queridinhos da cena cuiabana escaparam do rigor da organização do festival. Assim que deu meia hora o som foi cortado. O vocalista Hélio Flanders chiou e ainda conseguiu mais uma música, prometendo um show completo com direito até a Raul na semana seguinte na Casa Fora do Eixo.

Vanguart > Semáforo








Por fim, os gaúchos da Tequila Baby, que sonham ser Ramones, fizeram sem dificuldade o público cantar canções como "Sexo, Algemas e Cinta-Liga" e "Tira o sutiã, tira a calcinha" e encerraram o Calango 2007 com a dobradinha "I wanna be sedated" e "Blitzkrieg Bop". Embora faltassem poucas horas para amanhecer a segunda-feira, a banda ainda ouviu um coro de bis do incansável público cuiabano.

Fotos: Leo Santiago / Manipulação: Marcelo Santiago

Agradecimentos à produção do Calango, que providenciou a credencial para que pudéssemos cobrir o festival.

8 de setembro de 2007

Jambolada 2007

Maior festival de música independente de Minas Gerais, o Jambolada divulgou esta semana a programação completa de sua terceira edição. Serão três dias de shows (de 14 a 16 de setembro) e palestras em Uberlândia, em mais um exemplo do atual movimento de descentralização do circuito de rock independente brasileiro.

A programação possui ao menos dois nomes já consagrados da música nacional (Tom Zé e Nação Zumbi) e grupos em forte ascensão (Vanguart, Superguidis, Móveis Coloniais de Acaju).

Os shows de sexta e sábado acontecem na casa de shows Acrópole e os ingressos custam R$14, a inteira. O passaporte tem preço promocional de R$ 10 até dia 13. Os shows do domingo, na praça, são gratuitos. Os ingressos podem ser comprados nas lojas Açaí da Terra e Zagaia Tatuagens ou pedidos pelo telefone 3291-3291, no serviço de disk-ingresso, com entrega em casa.

Programação

[ shows ]

14/09. sexta-feira.
Local: Acrópole. Abertura dos portões às 18h.
19:00 h - Vandaluz (MG)
19:45 h - Ácidogroove (MG)
20:30 h - Proa (MG)
21:15 h - Falcatrua (MG)
22:00 h - Juanna Barbera (MG)
22:45 h - Tom Zé (BA)
00:30 h - Los Porongas (AC)
01:15 h - Vanguart (MT)
02:00 h - Porcas Borboletas (MG)
02:45 h - Daniel Belleza & Os Corações em Fúria (SP)

15/09. sábado
Local: Acrópole. Abertura dos portões às 18h.
19:00 h – Um Bando e o Fim da Quadrilha (MG)
19:45 h - The Dead Lover's Twisted Heart (MG)
20:30 h - Super HI-FI (RJ)
21:15 h - Estrume'n'tal (MG)
22:00 h - Dead Smurfs (MG)
22:45 h – Astronautas (PE)
23:30 h – Supergalo (DF)
00:15 h - Superguidis (RS)
01:00 h - Antena Buriti (MG)
02:00 h - Nação Zumbi (PE)

16/09. domingo
Local: Arte na Praca Especial Jambolada - Praça Sérgio Pacheco
Entrada Gratuita
12:00 h Quarto de Tom (MG)
13:00 h Duofel (SP)
14:00 h Makely Ka (MG)
15:00 h O Quarto das Cinzas (CE)
16:00 h Móveis Coloniais de Acaju (DF)

[ ciclo de debates ]

14/09. sexta-Feira
14:00 Circuito Fora de Eixo: Circulação, Distribuição e Produção de conteúdo
Palestrantes:
- Pablo Capilé (Instituto Cultural Espaço Cubo -MT)
- Marcelo Domingues (Festival Demo Sul , Londrina-PR)
Mediador: Talles Lopes (Festival Jambolada)
16:00 Música e Comunicação Independente nos Festivais
Palestrantes:
- Israel do Vale( Rede Minas-MG)
- Rodrigo Lariú (Festival Evidente,RJ)
Mediador: Alessandro Carvalho (Festival Jambolada / Novamidia Comunicação Independente)
Local: UFU - Bl. 3 E - Campus Santa Mônica
Entrada Gratuita

15/09. sábado
14:00 Lançamento do Circuito Mineiro de Música Independente
Participantes: Produtores Mineiros e Imprensa
Local: Hotel JVA
Mediadora: Mariana Soldi (Festival Jambolada)
Entrada Somente para convidados

Site e blog oficiais.

Mugg esta noticia

7 de setembro de 2007

No Ar Coquetel Molotov 2007

Além do site, do selo e da revista que produz, o coletivo pernambucano Coquetel Molotov também realiza o festival No Ar Coquetel Molotov, que este ano chega a sua quarta edição. Marcado para os dias 14 e 15 de setembro, na Universidade Federal de Pernambuco, o evento pretende misturar música, cinema, tecnologia e artes visuais com uma escalação diversificada tanto em termos de estilo como de origem.

As atrações internacionais deste ano são a banda cult francesa Nouvelle Vague (indie pop / bossa), o americano Prefuse 73 (eletrônico) e os suecos Love Is All, Hello Saferide e Suburban Kids with Biblical Names, parte da terceira edição do projeto Invasão Sueca.

Uma das principais atrações do festival é a cantora brasileira Cibelle, pouco conhecida por aqui, que reside na Inglaterra desde 2002 e vem alcançando relativo sucesso no exterior. A ela juntam-se as bandas
Vamoz! (PE), Supercordas (RJ), Wado (AL), Volver (PE), Fóssil (CE), Elma (SP), Backstages (PE) e Conceição Tchubas (PE), completando a programação musical. É interessante ressaltar que os shows se dividem entre o teatro da UFPE e a sala de cinema da faculdade, onde as bandas se apresentarão em meio à projeções de trechos de filmes selecionados pelos próprios músicos.

O No Ar Coquetel Molotov ainda conta com uma mostra de cinema, na qual serão exibidas produções com temática musical (Botinada - A Origem do Punk no Brasil, This is Spinal Tap, entre outros), e um ciclo de debates, discutindo temas como "o papel da imprensa na legitimação e reconhecimento da música nacional".

Os ingressos para cada dia custam R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia, para estudantes e clientes da operadora de celular Tim, e podem ser comprados nas lojas Vivace Discos (Plaza Shopping Casa Forte e Shopping Center Recife) ou reservados pelo email coquetelmolotov@coquetelmolotov.com.br. A mostra de cinema, os debates e os shows na sala cine têm entrada gratuita.

Programação

14 de setembro.
14h - Feira cultural - Hall do Centro de Convenções da UFPE
14h - Debate - Hall do Centro de Convenções da UFPE
Como a Internet tem projetado artistas e criado fenômenos internacionais
Debatedores: Bruno Ramos (Slag Records), Dagoberto Donato (Trama Virtual) e Márcio Monteiro (UFPE)
15h30 - Debate - Hall do Centro de Convenções da UFPE
O papel da imprensa na legitimação e reconhecimento da música nacional
Debatedores: Lúcio Ribeiro (Popload) e Prof. Felipe Trotta (UFPE)
16h - Mostra de Curtas - Sala Cine UFPE
17h - Showcases - Sala Cine UFPE
Backstages (PE)
Fóssil (CE)
Elma (SP)
20h - Shows - Teatro da UFPE
Volver (PE)
Supercordas (RJ)
Love Is All (Suécia)
Prefuse 73 (EUA)

15 de setembro.
14h - Feira cultural - Hall do Centro de Convenções da UFPE
14h - Debate - Hall do Centro de Convenções da UFPE
A literatura marginal e seus efeitos de ação política nas mídias alternativas
Debatedores: Carol Leão (Jornalista), André Telles e Camilo Maia (Subversivos e zine PNCDH)
15h30 - Debate - Hall do Centro de Convenções da UFPE
A periferia no centro do processo de desenvolvimento cultural-urbano
Debatedores: Canibal (Devotos / Alto Falante), Fernando Fontanella (UNICAP) e Rogério Costa (UFPE)
16h - Mostra de Curtas - Sala Cine UFPE
17h - Showcases - Sala Cine UFPE
Conceição Tchubas (PE)
Hello Saferide (Suécia)
Suburban Kids With Biblical Names (Suécia)
20h - Shows - Teatro da UFPE
Vamoz! (PE)
Wado (AL)
Cibelle (SP)
Nouvelle Vague (França)

Abaixo, assista vídeos de algumas bandas presentes no festival (da esquerda para a direita):
Cibelle (com Devendra Banhart); Elma; Fóssil e Wado.

6 de setembro de 2007

Festival Mundo 2007

O Festival Mundo ainda não é muito conhecido no restante do país, mas, em sua terceira edição, firma-se como um dos mais interessantes eventos de cultura alternativa no nordeste brasileiro. Realizado em João Pessoa, capital da Paraíba, o Mundo acontece em 14 e 15 deste mês e tem a intenção de funcionar como um "festival multimídia de arte independente", mesclando shows, exibições de curta-metragens experimentais, exposições de arte e oficinas relacionadas à música.

A programação inclui 19 shows, entre os quais, os das bandas Ecos Falsos (SP), Vamoz! (PE) e Fóssil (CE). Os ingressos para cada noite custam apenas R$ 8 e, se comprados adiantados, saem por R$6. O festival acontece no campo do convento de São Pedro, conhecido como Conventinho, no centro histórico da cidade. Interessados podem utilizar o mapa de acesso ao local ou obter mais informações no site oficial.

Programação completa:

[ shows ]
sexta-feira. 14/set. 19 horas.
Volante Filipéia (PE)
Da Silva e a Usina Dub (PB)
Vamoz! (PE)
The Sinks (RN)
Vinil 69 (BA)
Vitrola (RN)
Scary Monsters (PB)
Retaliação (PB)
Dead Nomads (PB)

sábado. 15/set. 18 horas.
Ecos Falsos (SP)
The Playboys (PE)
Meiofree (PB)
Encarnado (PB)
Sem Horas (PB)
Matiz (BA)
Fóssil (CE)
Os Reis da Cocada Preta (PB)
Pluma (PB)
Malaquias em Perigo (PB)

[ oficina ]
14 e 15 de setembro, das 14 às 18.
Passando o som a limpo

[ exposição de artes ]
14 e 15 de setembro.
Artistas: Adriano Barreto, Adriano Franco, Guto di Bessa, Joel Veiga, Sarah Falcão e Verdeee.

[ mostra audiovisual ]
14 e 15 de setembro, das 16 às 18.
Curtas experimentais.

Mais Feira de Negócios, reunindo lojas, selos, estúdios e produtoras, e lounge.
Site oficial: www.festivalmundo.com

Mugg esta noticia

2 de setembro de 2007

Festival Mente Aberta

Festival Mente AbertaA revista Época está promovendo o Festival Mente Aberta, que irá selecionar uma banda para gravar durante três dias no estúdio da gravadora Trama, além de figurar em uma das edições da revista. Um dos diferenciais do concurso é que as inscrições serão feitas através do envio de vídeos das bandas ao vivo, sendo que estes deverão ter no máximo 7 minutos e não podem ter efeitos de edição.

Podem participar artistas individuais e bandas brasileiras que não tenham vínculo com gravadoras multinacionais (as majors) e que não sejam exclusivamente instrumentais. Segundo os organizadores, esta última restrição é justificada pelo fato de o festival se focar no descobrimento de novos nomes da música pop, no sentido de popular, e não de um estilo específico. Ou seja, podem participar bandas de rock, mpb, reggae, metal, etc, contanto que tenham "potencial" para se tornarem grandes nomes da música nacional (será que comento isso ou não?).

As inscrições são feitas no site oficial, www.festivalmenteaberta.com.br, e continuam até o dia 10 deste mês, próxima segunda-feira.

1 de setembro de 2007

fora do ar!

O blog estava fora do ar desde ontem à noite, mas finalmente voltou ao normal.

Aproveito para informar que se você enviou algum email para o equipe@meiodesligado.com na última semana, ele não foi recebido. Mais problemas. Esse endereço de email está temporariamente desativado, entre em contato pelos comentários ou, se for extremamente necessário, envie um email para gastonleine ARROBA gmail.com