Pesquisar este blog

Carregando...

28 de julho de 2007

ainda sobre os downloads

Três participações muito interessantes foram feitas no texto anterior, sobre download, e merecem ser publicadas aqui, já que ajudam a ter uma visão melhor do atual panorama do mercado musical (inclusive o independente).

Nego Zé disse...
Cara, isso é uma verdade. Acho que muitas bandas - mesmo independentes - ainda estão apegadas a velhos arquétipos da música. Mesmo a galera se ferrando literalmente, com cachês irrisórios, turnês deficitárias e pouco incentivo da mídia generalista e do poder público, muita gente ainda age como se tivesse muita coisa a perder com os downloads. Sinceramente, acho que essa era de mp3 e internet contribui para desglamourizar a música, e principalmente o rock. Talvez isso seja uma coisa muito boa. Ao invés de meia dúzia de mega-bandas com cachês milionários e vendas de disco estratosféricas, você tem um espaço mais democrático, com muitas bandas podendo divulgar a sua música. Não sei se a era dos rockeiros temperamentais e destruidores de quartos de hotel está com os dias contados. Mas, de fato, hoje o apadrinhamento de uma gravadora não é mais tão essencial para quem quer viver de música. Excelente post, vamos liberar os downloads gratuitos, levar a música para além das fronteiras do quarto e fazer muitos shows!
25 de Julho de 2007 23:30

Mi, de Camila disse...
Eu sempre compro CDs de bandas independentes, tanto faz se antes ou depois de ter ouvido o álbum. Eu gosto de TER CD. Gosto de ver e ler encarte. Gosto de pensar que um dia meus descendentes vão descobrí-los assim como eu descobri a coleção de vinil dos meus tios. Acho essencial CD.
Mas, então, eu compro. E aí eu digitalizo e deixo compartilhando. Inclusive, eu compartilho o que é lançamento muito fresco internacional e o que é nacional. Já recebi puxões de orelha pela prática e já recebi agradecimentos.
É controverso, mas quem sobreviver verá que compartilhar é o que há! :D E (imho) quem compartilhar vai continuar vendendo CDs.
27 de Julho de 2007 02:27

gáston disse...
Concordo em relação ao fato de quanto mais música for compartilhada, mais cds serão vendidos.
Mas só compra cd hoje em dia quem realmente quer e tem grana sobrando pra isso, porq é muito mais prático e viável baixar tudo. E assim vc pode conhecer muito mais bandas e ir aos shows de todas que agradarem.
27 de Julho de 2007 15:01

*

Alguns textos sobre o assunto:
Gravadoras processam 8 mil por download de músicas, sendo 20 no Brasil
Cd,usb, mp3: qual será o novo formato?

*

E se você está interessado em baixar muita música mas nem sabe muito bem o que quer ou tem preguiça, duas comunidades do Orkut podem ser úteis (sim, ele serve para alguma coisa além de fuxicar a vida dos outros): a RCD, que reúne centenas de links para download de álbuns de todo mundo, além de ser bem organizada, com bandas organizadas por índice e um tópico com os lançamentos de 2007 que já conta com mais de 680 postagens; e a Comunidade de Rock Brasileiro, com bem menos links, mas que às vezes ajuda.

*

Fechando, tem a lista de "disco blogues" publicada no URBe. Muito boa.

Nenhum comentário :