Pesquisar este blog

Carregando...

22 de janeiro de 2007

horizontes...

Esquadrão Atari
“Você gosta de mim?”,
ela me pergunta pela terceira vez na noite. Ela está tão bonita e dança de um jeito tão meigo que é difícil tirar os olhos de seu corpo. Enquanto devaneio sobre as possibilidades que o fim de noite aguarda para mim, mais uma pessoa esbarra em meu ombro em uma tentativa de conseguir uma vista melhor do que está à frente, me forçando novamente a segurar de modo firme minha Stella. A pequena TV posicionada em frente ao público provavelmente nunca havia sido tão valorizada em toda a sua existência, pobrezinha, apenas mais uma reles 20 polegadas desde os tempos de Zona Franca de Manaus. Mas agora ela acabara de se tornar o alvo das atenções em uma sauna subterrânea, conhecida por alguns como A Obra, e exibe os vídeos que completam a apresentação de um audacioso grupo chamado Esquadrão Atari.

Ela continua bebendo daquele seu jeito particular, meio atrapalhado, e dançando, esbarrando nas pessoas. Sim, este lugar está cheio em plena quinta-feira. Se não me engano, aquele cara aparentemente bêbado, com uma camisa de algum time europeu de futebol, é o Sérgio do Overmundo. E ele está bem atrás de um clone do Andy Garcia! São muitos os rostos conhecidos. Um deles é o do João.
Eu adoro o João, é um cara super bacana. Mas, se eu acreditasse em algum Deus, o agradeceria por ter tirado a famosa TVa cunhada do João de perto de mim. Ela é simplesmente uma tagarela sem noção ou estava bêbada (por enquanto eu deixo a suposição de loucura abafada)? (Em momentos como este, o fato de este blog ser pouco acessado é reconfortante)

Mas o que trouxe todas essas pessoas até esta sauninha indie em uma quinta-feira de noite? Bem, provavelmente suas pernas e seus carros.
Dããã.
“Não, imbecil. Eu me refiro aos motivos para estas pessoas estarem presentes”. Aaaaaah. Com certeza não foram as mulheres. Porque, se alguém entrou com intenção de “pegação”, se fudeu.
“Puta que pariu, que cara idiota. E que texto ridículo. Vou para de ler e...” espera! É que uma série de piadinhas infames foi irresistível...

Clumc! (para os que não sabem, este é o barulho que se faz ao entrar novamente dentro da narrativa pseudo-literária)

Kriiiickp! (para os que mais uma vez não sabem das coisas, este é o barulho de uma linha de pensamento se quebrando)

Foda-se! (isso você conhece, é a expressão tão utilizada nos momentos nos quais você simplesmente não sabe como continuar um texto e então decide partir de qualquer lugar, ignorando que seus futuros dois leitores poderão ficar totalmente perdidos por seu texto parecer ter sido montado pelo editor de 21 Gramas).
"Jusq'ua ici, tout va bien", adoro essa música. Conheço o Esquadrão Atari desde o início de 2005 e apenas agora estou vendo um show deles. E descobri tudo por acaso...

Lá estava eu, no serviço, entre a redação de uma notícia e outra sobre cinema, quando fiquei sabendo da festa Horizontes, a primeira de uma futura série de festas mensais a serem realizadas pelo coletivo Bricolagem.
Pelo que entendi, a intenção é sempre apresentar artistas que misturem instrumentos físicos (guitarra, baixo, etc) à música eletrônica, saindo dos shows básicos ou dos Macs solitários (esses geeks e seus apetrechos tecnológicos!).



"Uhm, outra cerveja". "Esquadrão funciona bem ao vivo, né?". "Olha, é a Joana!". "Nem sabia que eram dois guitarristas (exceto por alguns momentos)".

"Reason of the stone age", esse baixão distorcido é fóda. Mas ainda prefiro "unsquare beat". Talvez.

Reason of the Stone Age


Essa guitarra do Túlio me lembra alguma banda de metal... porra! Já acabou? Perdi a conta, mas devem ter sido em torno de umas seis músicas. Tudo bem, valeu muito a pena.
Chegou a hora do Dj e tentar adivinhar todas as músicas em seus primeiros 20 segundos...

Salto no tempo!

Admito que sou uma negação quanto a sub-estilos de eletrônica, mas gosto do que estou ouvindo. O máximo que me vem à mente é Aphex Twin.
O calor me força a ficar um pouco mais atrás, bem em frente a um dos ventiladores, por isso não consigo ver o "palco". Mas, de acordo com o programa, devem estar tocando agora Zaz-Traz (Portugal), Tsunami Youth Core (Espanha), Retrigger (BH) e Spetto (SP), em uma jam session digital. Tipo, quatro pessoas com seus Macs bonitões improvisando um eletrônico pancadão e cheio de ruídos, do jeito que a gente gosta.

Porém, mesmo que eu goste e que ela continue linda e dançando ao meu lado, nada disso muda o fato de eu ter de trabalhar em poucas horas.

E tomara que dê sol no sábado, porque estou louco para pegar um solzinho e ficar vendo mina gostosa na beira da piscina.

[Ps.: as fotos estão tão toscas que combinam com este texto]

5 comentários :